Helder é reeleito para governador do Pará no primeiro turno; veja os números

Candidato do MDB, atual governador do Estado, foi reeleito conforme pesquisas divulgadas pelo Grupo Liberal ao longo do período eleitoral

Elisa Vaz
fonte

O governador Helder Barbalho (MDB) se reelegeu para mais um mandato de quatro anos à frente do Executivo do Pará. O candidato somava 70,10% dos votos computados até às 21h52. O segundo lugar, Zequinha Marinho (PL) tinha 27,40%.

Helder Barbalho (MDB) dará continuidade à sua agenda política no Estado, que iniciou em 2018, quando conquistou pela primeira vez o direito de ocupar a cadeira mais alta do Executivo paraense. Casado, com ensino superior completo e 43 anos, o emedebista já foi prefeito de Ananindeua duas vezes, eleito em 2004 e 2008, e tentou o cargo de governador em 2014 - apesar de chegar ao segundo turno, perdeu a corrida para Simão Jatene (PSDB). Ele é filho do senador Jader Barbalho, que também já governou o Pará por dois mandatos.

Confira o como foi a votação no Pará em tempo real

Neste ano, Helder concorreu na coligação "Pra Seguir em Frente", composta pelo próprio MDB, a federação PSDB Cidadania, a Federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB, PV, PP, PSD, PDT, Republicanos, Avante, Podemos, União, DC, PTB e PSB. Em seu programa de governo, o político exaltou as conquistas de seu primeiro mandato, com ênfase na segurança pública, na saúde e no assistencialismo social.

image Helder Barbalho durante lançamento de candidatura ao Governo do Estado pelo MDB (Filipe Bispo/O Liberal)

VEJA MAIS

image Pará registra 80 ocorrências e 13 prisões até fim da votação
Ações da Segurança Pública começaram às 7 horas na Grande Belém e interior do Estado. Não houve procedimentos administrativos sobre a Lei Seca nos municípios

image Lula e Bolsonaro disputam segundo turno; veja quando é e como funciona
Candidato do PT ficou à frente do candidato do PL com quase 4%; confira os números

Algumas dessas conquistas são: emprego de mais de 7 mil concursados nas forças de segurança; renovação da frota policial e seus equipamentos; programa Ter Paz e as Usinas da Paz; abertura de leitos e hospitais de campanha na pandemia, além da vacina contra a covid-19; conclusão e inauguração de hospitais, policlínicas e núcleos de serviços voltados a pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA); destinação de mais de R$ 1,5 bilhão em programas de assistência social, como o Renda Pará, Fundo Esperança, Água Pará, Reencontro com a Escola, Vale Gás, Incentiva Mais Pará e Bora Belém; pagamento do piso nacional do magistério; entrega de 125 escolas reconstruídas até o fim do ano; redução dos índices de mortalidade infantil e de gravidez na adolescência; marcos legais essenciais para temas como Mudanças Climáticas, Gerenciamento Costeiro, Bioeconomia, Unidades de Conservação e Combate ao Desmatamento; recuperação e construção de estradas, chegando a 1.500 quilômetros de obras; entre outras ações.

image Em Marabá, portões fecham com eleitores ainda esperando na fila
Em alguns locais de votação, espera dos eleitores chegou a ser superior a quatro horas e sobraram reclamações

image Registro de confusões, descaso e falta de organização marcam a tarde de votação na Creche Irmã Dulce
Grandes filas, longa espera e destrato dos profissionais escalados para o plantão eleitoral revoltam eleitores

"Quando o povo do Pará foi às urnas em 2018, estava esperançoso por mudanças. Assim, nos deu seu voto de confiança e a missão de transformar a realidade do nosso Estado", diz o governador Helder Barbalho, que assinou o documento. "A posse do governo ocorreu em Belém, Santarém e Marabá. A mensagem era clara: presença em todo o Estado. Onde houvesse um paraense lá estaria o governo. E assim foi ao longo desses quase quatro anos - enfrentamos os problemas historicamente enraizados nos 144 municípios do Estado", enfatizou.

Quais as propostas de Helder Barbalho? 

Para o próximo mandato, de 2023 a 2026, Helder pretende, na área da educação, reformar, concluir e construir escolas; interiorizar o Centro de Atendimento Especializado de Educação Especial; ampliar redes de escolas técnicas; apoiar os municípios no ensino fundamental e aperfeiçoar e ampliar a oferta do ensino médio; ampliar o número de escolas em tempo integral; combater o analfabetismo; valorizar o magistério e profissionais de ensino; incluir na grade curricular a educação ambiental; modernizar os sistemas de fornecimento e distribuição de internet em alta velocidade para uso pedagógico nas unidades da rede estadual; entre outros.

Já na área da saúde, as principais propostas são concluir os Hospitais Regionais de Tucuruí, Ourilândia do Norte, Oriximiná e Rio Maria e ampliar as estruturas dos Hospitais Regionais da Transamazônica (Altamira), Araguaia (Redenção), Carajás (Marabá), Baixo Amazonas (Santarém), Baixo Tocantins (Cametá) e São Caetano de Odivelas; o Hospital Pediátrico de Ananindeua; os hospitais materno-infantis; o novo Hospital do Leste em Paragominas; o Hospital Público da Mulher Nossa Senhora de Nazaré; o Hospital e Pronto Socorro da Augusto Montenegro; e as Policlínicas de Altamira, Breves, Marabá e Santarém, além de implantar nas demais Regiões de Integração do Estado. Fora isso, construir um centro de referência em procedimentos de alta complexidade em clínica médica, cardiologia, cirurgia cardíaca e hemodinâmica; novos Centros Integrados de Inclusão e Reabilitação (CIIR) nas regiões do Pará; e concluir a implantação de serviço oncológico em Marabá e Castanhal.

Quais a propostas de Helder Barbalho para a Segurança Pública

Criar cidades inteligentes em parceria com os municípios é a primeira proposta para a segurança pública citada pelo governador Helder Barbalho no plano de governo. O objetivo é ampliar o sistema de videomonitoramento com inteligência artificial, que inclui recursos como reconhecimento facial e leitor de placas de veículos. Na mesma linha, há a ideia de implementar o projeto "Polícia Inteligente", explorando recursos de inteligência policial para identificar oportunidades e ameaças quanto à ocorrência da letalidade violenta e redução de homicídios dolosos.

Outras propostas para a mesma área são fortalecer a Diretoria de Combate a Crimes Tecnológicos; implantação de Delegacias Móveis Fluviais para atendimento às populações ribeirinhas; criação do Programa + Segurança nos Rios, com três novas bases integradas fluviais em Óbidos, Abaetetuba e Itaituba; ampliar o Programa Pró Mulher, para atendimento preventivo e repressivo no enfretamento da violência doméstica; ampliar o número de Delegacias da Mulher e promover o atendimento 24h; interiorizar os Centros Integrados de Comando e Controle (CICCRs), para operações de policiamento rural e móvel; implantar espaços preparados para acolher e encorajar mulheres, pessoas do grupo LGBTQI+, idosos, crianças e adolescentes no processo de rompimento do ciclo da violência; e criar Delegacias de Proteção Animal.

Quais as propostas de Helder Barbalho para a Cultura e o meio ambiente?

O programa de Barbalho para o segundo mandato de governo também aborda as ações planejadas para as áreas de cultura e meio ambiente. Para a primeira, as principais propostas são promover e implementar novos espaços para a área do turismo no Estado, preservando o patrimônio histórico; ampliar a oferta de espaços públicos destinados a cultura, esporte e lazer; realizar editais de cultura, bem como garantir recursos para produção e difusão cultural; fomentar canais de comunicação para que o turista ou população possam encontrar informações atualizadas e completas; investir na produção audiovisual e cultural; e desenvolver ações de incentivo à leitura e o acesso à informação e ao conhecimento em comunidades distantes, de forma digital.

Já na segunda área, a ideia é implementar o Plano Estadual de Bioeconomia e entregar o Parque de Bioeconomia e Inovação da Amazônia, em Belém, e criar um Espaço de Inovação em Bioeconomia, visando ao financiamento em pesquisa e desenvolvimento e à interação entre setores; desenvolver incentivos para quem protege a floresta e colabora para o enfrentamento às mudanças globais do clima; ampliar a Força Estadual de Combate ao Desmatamento (FECD) e as parcerias com poder público municipal e setor privado; recuperar a capacidade do Estado em regular a ocupação de terra e promover atividades econômicas sustentáveis; e ampliar a política de implantação de Sistemas Agroflorestais (SAFs) para recuperação de áreas alteradas; entre outras.

Desenvolvimento

A economia e a logística do Estado também são pontos importantes do plano de governo. A ideia é redesenhar e modernizar os órgãos e políticas estaduais relacionados às questões tributárias, regularização fundiária, ambientais, minerais, industriais e agropecuárias, desburocratizando a legalização e licenciamento das atividades econômicas, além de avançar na implantação de estruturas de logística intermodal no Estado, garantindo rodovias, portos, aeroportos e ferrovias visando a interligação entre as regiões com melhor qualidade no escoamento da produção e redução dos custos de transporte no Estado.

Na área de desenvolvimento econômico, Helder promete ampliar e fortalecer as políticas públicas no setor agrícola, incentivando e investindo na agricultura de pequeno porte, além da pesca e aquicultura; ampliar o Programa de Regularização Fundiária do Estado e desenvolver ações que garantam a expansão e a qualidade da produção agrícola; ampliar os investimentos no turismo, com destaque para o ecoturismo, turismo gastronômico e pesca esportiva; e investir na verticalização, no fomento às energias sustentáveis, no empreendedorismo, no acesso à internet, na economia digital e na qualificação profissional.

A construção de pontos em áreas urbanas e rurais, melhorando a mobilidade e a logística do Estado, está entre os destaques das propostas para a infraestrutura nos próximos anos. Helder também quer construir e recuperar estradas e aeroportos, que incentivam o turismo; construir novos Terminais Rodoviários e Hidroviários; e concluir a implantação do BRT. Outras propostas do plano, além das áreas citadas, dizem respeito ao desenvolvimento urbano, habitação, saneamento e mobilidade, além de equilíbrio fiscal e modernização institucional.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Eleições
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM ELEIÇÕES

MAIS LIDAS EM ELEIÇÕES

1

Exclusivo

Eleições 2024: Conheça os oito pré-candidatos a prefeito em Belém

Em vídeos enviados com exclusividade ao Grupo Liberal, eles falam sobre suas prioridades para Belém.

2

POLÍTICA

Helder Barbalho se afasta do Governo do Estado e vice assume

Vice-governadora Hana Ghassan assume o cargo na ausência do governador

3

CENÁRIO POLÍTICO

Eleições 2024: saiba quem são os pré-candidatos a prefeitos das principais capitais brasileiras

Além das capitais dos três maiores colégios eleitorais do país, Porto Alegre também se destaca devido à tragédia climática ocorrida entre abril e maio deste ano

4

ELEIÇÕES 2024

Conheça os pré-candidatos a prefeituras do interior do Pará

Partidos oficializaram nomes de pré-candidatos à disputa do Executivo municipal