Seduc abre seleção de professores para o Programa 'Alfaletra Marajó'

São 85 vagas ofertadas. Objetivo é alfabetizar jovens, adultos e idosos do arquipélago

Redação Integrada

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) publicou, na manhã desta segunda-feira (9), o edital do Processo Seletivo Seriado (PSS) para a contratação de 85 professores que vão atuar no Programa Alfaletra Marajó. O programa foi lançado no final do ano passado e tem o objetivo de alfabetizar jovens, adultos e idosos do Marajó.

Leia mais:

Hemopa realiza PSS e oferta vagas para nível médio e superior

Governo abre nesta terça-feira (10) PSS com salários de R$ 1.045,00 a R$1.858,41

As inscrições podem ser feitas no site da Seduc até a próxima quarta-feira (11). De acordo com o edital, a seleção é composta por quatro fases: inscrição, análise curricular, comprovação dos dados e habilitação contratual. Para se candidatar, é preciso ter diploma universitário e residir no Marajó. De acordo com a Seduc, esse critério garantirá a permanência do professor na escola ao longo da execução do programa e ajudará na geração de renda no próprio arquipélago.

A formação inicial contemplará alunos de todas as cidades do Marajó e as aulas se darão em municípios: Breves (Anajás, Bagre, Breves, Portel, Melgaço, Curralinho, Gurupá), Muaná (Muaná, Ponta de Pedras, São Sebastião da Boa Vista), Salvaterra (Santa Cruz do Arari, Cachoeira do Arari, Salvaterra, Soure) e Afuá (Afuá, Chaves). Após o período de seleção, a contratação será imediata e terá validade de até dois anos.

O coordenador da Educação de Jovens e Adultos da Seduc, Odair Medeiros, explica que as Unidades Regionais de Educação (URE) do Marajó estão selecionando as escolas onde funcionará o programa e, após essa fase, a Seduc iniciará o período de matrícula na própria escola. “Cada município poderá contar com cinco turmas, totalizando 85 em toda a região”, explica. As aulas iniciam no dia 4 de maio.

Programa

O Marajó é a região do Pará com o maior número de pessoas fora da escola e/ou analfabetas. O "Alfaletra Marajó" é voltado para a alfabetização na perspectiva do letramento. Os docentes passarão por um período de formação focada numa metodologia pedagógica adequada para garantir que ao término do ano saiam do programa sabendo ler e escrever fluentemente. “O programa será um instrumento importante para atender o aluno que não teve a oportunidade de estudar e que deseja ser alfabetizado e inserido na sociedade”, destaca Medeiros.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!