Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Preço da gasolina permanece estável em Belém

Motoristas aguardam nova queda nos valores do combustível após anuncio da Petrobrás

Fabrício Queiroz

A redução nos preços da gasolina anunciada pela Petrobras ainda não é sentida nas bombas dos postos de Belém. Na terça-feira (19), a estatal afirmou que o preço de venda do combustível para as refinarias diminuiria 4,92%, passando de R$ 4,06 para R$ 3,86 por litro, além de que a parcela da empresa no preço ao consumidor cairia de R$ 2,96 para R$ 2,81 por litro, em média.

Na avenida Duque de Caxias, bairro do Marco, por exemplo, a equipe de O Liberal encontrou os mesmos preços praticados no dia anterior, com gasolina comum pelo valor de R$ 5,89 o litro. Já no bairro do Souza, na avenida Júlio Cézar, as placas indicavam a venda do litro por R$ 5,69, no entanto, o motorista profissional Silvio Cordeiro observa que não houve variação de um dia para o outro.

VEJA MAIS

Preço da gasolina deve cair a partir desta quarta-feira
Valor de venda para refinarias terá queda de R$ 0,20, mas sindicato dos postos de combustíveis diz que repasse não será integral

Preço da gasolina terá redução de 4,92% a partir de amanhã, anuncia Petrobras
Queda no litro do combustível será de R$ 0,20 para as distribuidoras

“Eu abasteço todos os dias e está o mesmo preço. As outras reduções que teve deu pra perceber logo. Caiu cerca de R$ 0,80 em alguns, R$ 0,50 em outros, sem contar que estava quase R$ 7 o combustível, agora está em R$ 5,69. Mas essa última redução não chegou”, afirma.

Em outro posto da cidade, no bairro do Telegrafo, o motorista de aplicativo Pedro Correia tem a mesma opinião e reclama da demora para que o consumidor sinta os repasses do desconto. “É o mesmo preço de ontem (terça), ainda não baixou nada. Sempre demora a cair o preço, só não demora quando é aumento, que no outro dia já está o novo valor no posto”. Segundo ele, a exceção foi quando houve a publicação do decreto estadual que fixou em 17% a alíquota do ICMS para combustíveis, energia, transporte e comunicações. “A redução do ICMS chegou mais rápido que o preço da Petrobras, antes do governo anunciar já estavam baixando”, relata.

Por outro lado, Danilo Rodrigues, que é mototaxista diz que percebeu uma alteração nos preços para quem paga a vista e espera que novas reduções cheguem. “Já teve uma queda, ontem (terça) estava R$ 5,70, hoje já está R$ 5,52, já é uma boa queda. A gasolina quando tá mais barata, rende mais, dá pra rodar mais e sobra mais dinheiro no bolso, dá mais lucro pra gente”, conta o trabalhador.

Sem derivar de petróleo, preço do etanol sobe junto com da gasolina
Especialista explica por que o litro de álcool encarece mesmo não tendo petróleo em sua composição

Saiba como denunciar posto de combustível que não divulga os valores cobrados por litro
O formulário foi divulgado pelo Ministério da Justiça e permite que o consumidor informe diversas informações sobre o posto de gasolina

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Gás Natural e Lojas de Conveniência do Estado do Pará (Sindicombustíveis-PA) informou que toda redução de preços é interessante aos postos, pois contribuem para o aumento do volume de vendas. No entanto, a entidade pontua que a redução anunciada pela Petrobras diz respeito somente à gasolina pura vendida para as refinarias da própria estatal e que a gasolina comum tem acréscimo da mistura de 27% de etanol.

Segundo o Sindicombustíveis, esses fatores explicam o fato da redução não ter sido passada integralmente. “Muitos postos têm relatado que, mesmo após o anúncio de redução, as distribuidoras não reduziram o preço de venda, ou reduziram em montante muito menor”, diz a patronal que acrescenta: “Depende sempre do repasse das distribuidoras, do estoque das empresas e da decisão de cada empresa”.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA