Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mães atendidas pelo Bora Belém serão capacitadas pelo Fundo Ver-o-Sol

O objetivo é estimular famílias vulneráveis a conquistar autonomia de renda

Redação Integrada

As mães atendidas pelo programa Bora Belém serão contempladas com cursos de capacitação e qualificação profissional a serem oferecidos pelo Fundo Ver-o-Sol. O objetivo é estimular famílias vulneráveis a conquistar autonomia de renda, incluindo os segmentos LGBTQI+, negro, indígena e de pessoa em situação de rua. O assunto foi um dos tratados pela coordenadora-geral do Fundo Ver-o-Sol, Georgina Tolosa Galvão, com representantes de vários órgãos da Prefeitura de Belém, na terça-feira (4), na sede do FVSol.

Estiveram presentes as titulares das Coordenadorias de Diversidade Sexual (CDS), Jane Patrícia; e Antirracista de Belém (Coant), Elza Rodrigues; assim como a diretora-geral Ana Brito e o diretor de Atenção Básica, Vítor Nina, da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma); e a diretora de Assistência Social da Fundação Papa João XXIII, Danielle Santa Brígida.

O primeiro curso será em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), que fornecerá carretas contendo equipamentos de aulas teóricas e práticas como extrair polpas de frutas e produzir geléias e compotas. As capacitações vão ocorrer no próximo mês de junho em endereços a serem definidos, a partir da localização e demanda do público-alvo.

Também serão contratadas turmas de cursos técnicos nas áreas de beleza e moda, como cabeleireiro, manicure, estética e corte e costura junto ao Serviço Nacional do Comércio (Senac), para atender o segmento LGBTQI+.

"É positivo quando a gente consegue intersetorializar as iniciativas de vários órgãos. Poderemos proporcionar uma ação concreta que crie alternativas para mudar a vida dessas pessoas. Pois, hoje, grande parte (do público atendido pela Funpapa) vai mudando de equipamento de assistência social ao longo do tempo", contou Danielle Santa Brígida.

Outra proposta colocada pela coordenadora-geral do Fundo Ver-o-Sol foi o levantamento de possibilidades e a preparação de uma feira para o Fórum Pan-amazônico, que será realizado em Belém, em junho de 2021, atraindo representantes de povos e movimentos sociais de outros estados e países. "Podemos pensar em artesanato indígena e também turbantes e tecidos afro para serem comercializados no evento", exemplificou a gestora.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA