Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jovens empresários conhecem trajetória de Isan Anijar

Empresário falou de como história pessoal e profissional foi moldada pela atuação no ramo da marmoraria

Fabrício Queiroz

O Conselho de Jovens Empresários (Conjove), da Associação Comercial do Pará (ACP), realizou na noite desta quinta-feira, 23, mais uma edição da Confraria Conjove, evento destinado a compartilhar as experiências e trajetórias de grandes empresários do estado. O convidado da noite foi Isan Anijar, diretor comercial da Marmobraz, empresa líder do segmento de mármores e granitos no Pará.

Cerca de 80 pessoas entre empresários, políticos, administradores públicos e representantes do setor produtivo do estado prestigiaram a Confraria realizada no Restô do Porto. Anijar relembrou pontos marcantes de sua história no mercado desde a fundação da Marmobraz, em 1972. Na época, a empresa surgiu aproveitando a carência de empreendimentos no ramo da marmoraria em Belém, o que se tornou desde então um diferencial competitivo no mercado local. Outro feito exaltado remonta ao ano de 1983, quando a empresa inovou ao apostar na extração de granito na Amazônia.

Isan Anijar destacou marcos da gestão da empresa que a tornaram referência no mercado local e regional (Sidney Oliveira / O Liberal)

Além das particularidades próprias da administração, o empresário destacou a importância da preservação de valores para a condução do negócio, como a amizade, a gratidão e a qualidade. Nesse sentido, lembrou, por exemplo, o apoio recebido do jornalista Rômulo Maiorana para o início do empreendimento. Para Anijar, a construção de relações pautadas nesses princípios contribuiu para que a empresa se tornasse referência no Pará e nos demais estados onde atua: Amazonas, São Paulo e o Distrito Federal.

Sobre as principais conquistas das cinco décadas da empresa, Isan Anijar pontuou que “o grande marco foram as grandes obras que nós fizemos no Estado do Pará, como os quatro shoppings, a Estação das Docas, foram mais de 70 obras importantes. Isso nos dá realização porque levar um filho meu no Aeroporto Internacional e dizer: ‘esse piso é Marmobraz’, para nós é motivo de orgulho e muita alegria”.

O empresário falou ainda sobre sua experiência à frente da Superintendência da Previdência Social no Pará e como esse fato colaborou para sua formação enquanto gestor. Além disso, ressaltou como a inovação é algo essencial para o setor empresarial e deve ser incorporada como uma meta constante para se manter relevante no mercado. “Agora, com a pandemia, nós vimos que todas as empresas tiveram que se readequar, algumas mais outras menos. A empresa tem que viver o dia a dia e ir corrigindo as falhas e melhorando a qualidade da empresa”, frisou Anijar, que também é vice-presidente da ACP.

Alírio Gonçalves, vice-presidente do Conjove, ressaltou a importância do aprendizado entre empresários de diferentes setores (Sidney Oliveira / O Liberal)

Alirio Gonçalves, vice-presidente do Conjove, explica que o evento sempre conta com oportunidades de aprendizado para os empresários com base em experiências dos diferentes setores da economia. “É um momento em que todo jovem empresário que está aqui, assim como outros empresários, vão poder aprender muito com essa empresa que tanto contribuiu e ainda contribui para o nosso estado”, destacou.

“Isso é um case de sucesso familiar, mas que vem se atualizando, inovando, se mostrando uma empresa de ponta porque tem visão de negócio e visão de futuro para se reinventar. Todos ganham com esse tipo de empreendimento que traz desenvolvimento e melhores produtos para o estado”, acrescentou o deputado federal Joaquim Passarinho.

Palavras-chave

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA