Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

IBGE prevê safra de 3,8 milhões de toneladas para o Pará em agosto deste deste ano

Produção foi cerca de 300 mil a mais do que na safra do ano passado

Emilly Melo

A pesquisa de Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostrou que a previsão da safra para agosto deste ano no Pará foi de, aproximadamente, 3,8 milhões de toneladas, cerca de 300 mil a mais do que na safra de 2021.

Entre as categorias de cereais, leguminosas e oleaginosas, o produto de maior destaque foi a soja, com cerca de 2,4 milhões de toneladas; seguida do milho 2ª safra, com 653 mil toneladas; milho 1ª safra, com 523 mil toneladas; arroz, com 105 mil toneladas; sorgo, com 41 mil toneladas; e feijão 2ª safra, com aproximadamente 11 mil toneladas.

VEJA MAIS

IBGE prevê alta da safra brasileira de cereais e leguminosas em 2022
A produção de mandioca é estimada em 4,11 milhões de tonelad

Descubra como a inovação contribui para a produção de mandioca no Pará
O Centro de Excelência em Mandioca pretende estimular a adoção de novas estratégias para o cultivo da raiz na agricultura paraense

Em agosto, também houve destaque da mandioca, com pouco mais de 4 milhões de toneladas; cana-de-açúcar, com 1,2 milhões de toneladas; banana, com cerca de 144 mil toneladas; e tomate, com 4 mil toneladas. 

Em relação à área plantada e colhida no Estado, a estimativa ficou em pouco mais de 1,2 milhões de hectares. Já em nível nacional, os dados da pesquisa apontam que a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2022 no país deve totalizar 261,7 milhões de toneladas, 3,3% maior que a obtida em 2021 e 0,7% abaixo da informação de julho. Já a área a ser colhida é de 73,0 milhões de hectares, 6,5% maior que em 2021 e 0,1% maior que o previsto em julho.

(*Emilly Melo, estagiária sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Palavras-chave

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA