Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Fila para entrega de currículos para o novo Pronto-Socorro de Belém causa aglomeração

Parte da rodovia Augusto Montenegro chegou a ser ocupada pela manhã

Redação Integrada

O desemprego levou trabalhadores em busca de uma oportunidade a formarem uma fila na manhã desta segunda-feira (7), na rodovia Augusto Montenegro, no bairro do Parque Verde. Dezenas de pessoas formaram a aglomeração para entregar currículos onde será construído o novo pronto-socorro de Belém, anunciado pelo Governo do Pará na semana passada.

A fila, que inicialmente se formou no acostamento da rodovia, pouco a pouco foi ocupando parte da via pública, causando riscos aos candidatos a um posto da construção civil e aos motoristas que passavam pela manhã no local. De acordo com algumas pessoas que estavam esperando para entregar suas documentações, muitos chegaram ainda durante a madrugada de domingo para segunda, por isso a concentração de pessoas já havia diminuído durante o dia.

Apesar do distanciamento social não ter sido respeitado, como forma de evitar o contágio pelo coronavírus, não foi registrada na fila a presença de pessoas sem máscara de proteção. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obas Públicas (Sedop) informou, em nota, que a responsabilidade pelo recebimento dos currículos e pela contratação de funcionários é da empresa responsável pela obra.

O início das obras para construção do novo Pronto Socorro de Belém foi anunciado pelo governador Helder Barbalho no dia 31 de maio. A nova unidade hospitalar vai contar com 110 novos leitos. A construção será feita em uma área de aproximadamente 32.500,00 m². O investimento do Governo do Estado é da ordem de R$ 145.996.619,11, com prazo de conclusão da obra em 20 meses.

Localizada no Km 9 da avenida Augusto Montenegro, ao lado da sede do Instituto de Terras do Pará, a nova unidade hospitalar da capital será mais um ponto de referência para atendimentos em urgência e emergência. A área total construída do hospital será em torno de 28.595,00 m², em três níveis: térreo, pavimento superior e subsolo de estacionamento.

Durante a assinatura da ordem de serviço para início da obra, o governador Helder Barbalho afirmou que o novo hospital representa uma conquista histórica para os paraenses. “Hoje é um dia importante porque estamos iniciando uma obra absolutamente estratégica para ampliar a cobertura de urgência e emergência na Região Metropolitana de Belém. Há 20 anos, Belém ganhou seu segundo pronto socorro, no Guamá. Ao longo deste período, a cidade cresceu e a Região Metropolitana ampliou as suas necessidades por atendimento e com este novo pronto socorro estaremos incrementando 110 leitos”, avaliou o governador.

“Com isso, esperamos complementar a presença de equipamento de urgência e emergência para que as pessoas não precisem se deslocar de um lado da cidade para o outro em busca de atendimento. É um pronto socorro, é uma urgência e deve ser atendido com agilidade e rapidez porque cada minuto no tratamento representa salvar vidas’, completou o chefe do Executivo estadual.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA