Empresa de investimentos abre filial em Belém com proposta de ‘economia ativa’ aos clientes

A assessoria de investimentos Lifetime tem filial em São Paulo, mas viu no Pará abertura e crescimento vantajoso

Amanda Martins

A empresa de investimentos Lifetime chegou ao mercado paraense na noite desta quarta-feira (28), ao realizar a abertura oficial da “casa”, localizada no “coração” de Belém, no bairro de Nazaré. Com novas soluções financeiras para os empresários e empreendedores locais, o empreendimento promete aumentar a taxa de rendimento dos investidores e gerar uma economia mais ativa. 

VEJA MAIS

image Como ganhar dinheiro na internet; veja as profissões de sucesso
Confira cinco profissões de sucesso para os que querem ganhar dinheiro virtualmente, além de três opções alternativas para aumentar a renda

image Saiba como ganhar dinheiro com tradução de textos
Plataformas oferecem trabalho temporário e pagam por palavra ou por página

image O que fazer para ganhar dinheiro extra; veja dicas comprovadas
Seja para realizar um sonho, investir em cursos, ajudar nas despesas da casa ou até mesmo para viagens. O Liberal separou umas dicas comprovadas que podem lhe garantir um bom capital a mais no final de cada mês

Segundo o CEO da Lifetime, Fernando Katsonis, a assessoria de investimento quis vir para o Pará pela grande concentração de empresários na região, além do agronegócio, setor em que o Estado é um dos maiores líderes, como o caso da produção de açaí e abacaxi, por exemplo.

Katsonis explica que a Lifetime irá trabalhar na região uma estrutura de mercado que foi concebida nos Estados Unidos, que oferece como um dos vários serviços: questão de patrimônio, gestão familiar e gestão de fortuna. Opções que são consideradas mais benéficas e lucrativas, segundo o CEO.

“São serviços de investimento, mas não de investimento tradicional, que é de banco, porque o banco hoje é muito limitado aos produtos e tem a dinâmica de oferecer produtos próprios. A Lifetime é independente, ela oferece a forma aberta que dá acesso para o cliente investidor a todos os produtos de investimentos presentes no mercado”, afirmou Fernando.

Uma das grandes inovações que a empresa irá oferecer é o serviço de Multi Family Office, ou seja, assumir a administração e o gerenciamento diário dos negócios de várias famílias. 

Para José Rodrigues Machado, o Head do empreendimento na Região Norte, essa era a atividade, que até então, nenhuma outra assessoria de investimento oferecia, mas que promete “dar um novo direcionamento” ao mercado financeiro local.

“Eu via que o povo paraense tinha essa necessidade, de ter uma instituição dessa qualidade e perfil. Viemos para trazer soluções para o cliente”, destacou Rodrigues, peça fundamental para que o empreendimento viesse à capital.  

De acordo com a assessora de investimento da empresa, Luciana Tanaka, para conseguir os resultados positivos prometidos, a Lifetime irá trabalhar de forma individual com cada cliente, visando trazer "exclusividade”, e tratando-o como “pessoa física, e não somente jurídica". 

Mário Brega, sócio diretor da empresa matriz, localizada em São Paulo, destacou que o maior desafio que a empresa irá enfrentar no mercado paraense é conseguir trazer produtos diferenciados e focados na necessidade de cada investidor. Para isso, a assessoria de investimento irá trabalhar de forma inteligente e personalizada com uma equipe capacitada.

“Vamos oferecer produtos que tragam inteligência para o dia-a-dia do cliente. Sair da mesmice, buscar soluções sob medida, buscando entender como é o fluxo de caixa dele, desenvolver operações em cada cliente em sua especificidade”, reiterou Brega.

 

 

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA