Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Alimentação básica no Pará teve alta de quase 11% este ano

Entre os produtos que apresentaram alta nos nove primeiros meses deste ano estão o arroz, seguido do óleo de soja e tomate, entre outros

Redação Integrada

Impactando fortemente a inflação, a cesta básica dos paraenses continua entre as mais caras do país. Nos primeiros noves meses deste ano, entre janeiro e setembro, os alimentos básicos vendidos para quem mora no Pará tiveram alta de 10,89%, contra uma inflação de 2,04% calculada para o mesmo período. Já em setembro, o reajuste foi de 4,01%, em relação ao preços do mês de agosto, custando R$ 459,21 e comprometendo quase 48% do atual salário mínimo de R$ 1.045.

Entre os produtos da cesta básica que apresentaram alta nos nove primeiros meses deste ano estão o arroz (54,51%), seguido do óleo de soja (38,93%), tomate (30,99%), leite (26,79%), farinha de mandioca (19,66%), feijão (12,57%), açúcar (11,33%) e a carne bovina (5,14%). Os dados são do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), com base nas informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

Palavras-chave

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA