Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Deep Web e Dark Web: Parte obscura da internet será destaque na novela Travessia

Investigadora Yone atuará ao lado da delegada Helô para tratar crimes virtuais

Bruna Dias

A Deep Web e Dark Web, divisões da internet, estarão em destaque em ‘Travessia’, a partir do próximo dia 10 de outubro. De forma mais didática, a Dark faz parte da Deep, porém nesta primeira os endereços não são indexados por motores de busca, já na outra, existem os domínios necessários para operação.

VEJA MAIS

Força Tarefa faz buscas em 4 Estados atrás de arquivos de pedofilia na Deep web

Jackson Antunes substituirá José Dumont em novela da Globo após ator ser preso
O ator interpretará Galo, na nova novela de João Emanuel Carneiro; José Dumont foi preso com a posse de pornografia infantil e está sendo investigado por pedofilia

Alessandra Negrini comemora papel que não é de vilã: 'Super feliz'
Atriz comentou sobre o retorno às novelas na TV Globo e deu dicas sobre seu personagem na novela 'Travessia'

A novela da Globo vai abordar os perigos desta parte oculta da rede mundial que pouco se conhece. No núcleo da delegacia, voltam os velhos conhecidos do público: Helô (Giovanna Antonelli) e Stenio (Alexandre Nero), de ‘Salve Jorge’, Creusa (Luci Pereira), funcionária fiel da delegada, também retorna.

Helô, que fez uma especialização em crimes, terá ao lado a investigadora Yone (Yohama Eshima).

‘Travessia’ é criada e escrita por Gloria Perez, e assim como outras tramas conhecidas da autora, que sempre trazem temas em destaque e geram discussões para o público, essa não será diferente. O assunto será internet, suas relações e tecnologias, como o metaverso.

“Na verdade eu não vou focar nesse aspecto (hater), a minha ideia ao falar da internet é mostrar como as relações humanas se reconfiguram a partir do avanço tecnológico, tanto para se unir ou destruir pessoas”, explicou a autora Gloria Perez.

“Tinha curiosidade pela deep web, mas nunca tive coragem de entrar lá. Obviamente, a deep web faz parte da novela, porque é ali que as coisas acontecem. E se vamos falar sobre crime cibernético não vamos deixar de passar por ali”, acrescenta.

Gloria revelou que já esteve na Polícia Federal e conheceu como funciona a deep web, mas nunca teve coragem de instalar o programa no seu computador. Assim como ela, Yohama Eshima precisou conhecer um pouco mais desse universo.

“A Gloria trouxe um assunto importantíssimo para o momento que estamos vivendo, está sendo maravilhoso poder adentrar nesse mundo que faz parte do nosso dia a dia. Mas essa questão de crimes digitais para a gente, além de assustadora, é muito novo. Para mim, que não vivo nenhum pouco isso, tive que ir atrás de gente que trabalhasse com isso. Essa semana mesmo encontrei uma policial que trabalha com crimes digitais, me passando várias fichas de casos que ela pegou. Como é importante ao extremo, trazer isso para a TV e poder falar, ter personagem que estão correndo atrás e mostrando que as pessoas precisam tomar cuidado com o que elas fazem, acessam, o tipo de brincadeira que é feita, porque isso pode estragar a vida das pessoas, pode acabar com a vida de alguém”, avaliou Yohama.

A personagem dela vai trabalhar diretamente com Helô e abordará mais esse tema na trama. “Yone vem junto com a Helô, essa dupla, para estar representando esse movimento de alerta mesmo para as pessoas nesse momento”, acrescenta.

Televisão
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM TELEVISÃO

MAIS LIDAS EM CULTURA