Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em sua primeira reapresentação, 'Paraíso Tropical' chega ao Viva no dia 5 de julho

Escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares, novela traz o icônico casal Bebel e Olavo

Redação Integrada do Grupo Liberal

A partir do dia 5 de julho, o público poderá rever, pela primeira vez na televisão brasileira, "Paraíso Tropical", no canal Viva. Exibida originalmente em 2007 na TV Globo, a novela de sucesso conta a história das gêmeas idênticas Paula e Taís, interpretadas por Alessandra Negrini, que têm personalidades opostas. Exibição de segunda a sábado, a partir de 15h
Reapresentações de segunda a sábado, a partir de 23h45, e maratona aos domingos, a partir de 13h.

Na trama, Paula nasceu na fictícia cidade de Marapuã, no interior da Bahia, mas se muda para o Rio de Janeiro. Na Cidade Maravilhosa, ela fica muito contente ao conhecer a irmã, porém, logo percebe a malícia de Taís, que faz de tudo para se dar bem às custas das outras pessoas.

"Paraíso Tropical é uma grande novela, dessas inesquecíveis! Interpretar as gêmeas foi um dos meus maiores desafios profissionais, eu estou muito feliz que vai passar no Viva", comenta Alessandra.

A novela também conquistou os telespectadores da época com o destaque do par romântico formado pela prostituta Bebel (Camila Pitanga) e o vilão Olavo (Wagner Moura).

Bebel, que tem um bom coração, trabalha para o cafetão Jáder (Chico Diaz) no calçadão de Copacabana, onde conhece Olavo. Ele, por sua vez, tenta lutar pelo posto de herdeiro de seu patrão, o empresário Antenor Cavalcanti (Tony Ramos), mas seu principal concorrente para a posição é Daniel (Fábio Assunção), um rapaz de excelente caráter, e que se apaixona por Paula durante uma viagem à Bahia.

Entre outros nomes, o elenco conta ainda com Bruno Gagliasso, Glória Pires, Marcello Antony, Vera Holtz e Gustavo Leão.

"Falar de Bebel é falar de um furacão, um cometa maravilhoso que é essa personagem na minha vida. Sem dúvida, tem um antes e depois. Houve um reconhecimento por parte do público e da crítica, além de um prazer inenarrável em fazer esse papel. Eu também trabalhava com uma equipe incrível de diretores, com direção geral de Dennis Carvalho, que me deu espaço para me divertir em cena, e com atores maravilhosos. Wagner Moura e Chico Diaz foram meus grandes parceiros, com quem mais gravei e troquei. ‘Paraíso Tropical’ é um acontecimento na minha vida, que guardo com toda a alegria, e é sempre uma delícia quando alguém lembra de uma cena", diz Camila.

A trilha sonora também ganhou destaque com "Sábado em Copacabana", de Maria Bethânia, que foi o tema de abertura da novela; "Olha", de Roberto Carlos, que embalou as cenas românticas com o casal Paula e Daniel; e o hit "Não Enche", de Caetano Veloso, para a personagem Bebel.

"Paraíso Tropical" foi escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares, com a colaboração de Ângela Carneiro, João Ximenes Braga, Maria Helena Nascimento, Nelson Nadotti, Sérgio Marques e Marília Garcia, a produção teve direção geral de José Luiz Villamarim e Dennis Carvalho.

Televisão
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM TELEVISÃO

MAIS LIDAS EM CULTURA