Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Sarah Poncio desiste de adotar o menino Josué, diz colunista; saiba os detalhes

A colunista disse também que a influenciadora aguarda uma resposta da mãe biológica do menino

O Liberal

Sarah Poncio e seu agora ex-marido, Jonathan Couto, chegaram a entrar com um processo na Justiça do Rio de Janeiro pedindo a guarda unilateral do pequeno Josué, de 3 anos. Na ação, o ex-casal narrou todos os detalhes de como o menino chegou à mansão da família Poncio, por meio da ex-babá dos filhos de Sarah, Cyntia Cyndel, tia do Josué 

Segundo o advogado de Sarah narra na inicial do processo, à qual a colunista Fábia Oliveira teve acesso, Cyntia foi passar férias com sua família, no Ceará, quando seu primo, Victor, e a mulher dele, Mylena (pais do Josué), a procuraram pois “lutavam, com imensa dificuldade, para suprir as necessidades do filho Davi Lorenzo (nome de batismo de Josué), que na época tinha 1 ano de idade”.

Cuidados com Josué

Sabendo que Cyntia tinha estabilidade financeira no Rio de Janeiro, os pais de Josué "imploraram" que ela levasse o menino para o Rio e, se assim não fizesse, ele seria "dado para alguém das redondezas cuidar", conforme outro trecho do documento. Cyntia então contatou Sarah e Jonathan, que se sensibilizaram com a história de Josué e permitiram que ele fosse levado à mansão dos Poncio no período em que Cyntia estivesse trabalhando.

Depois de um tempo, Mylena, a mãe biológica, pediu para ver Josué uma última vez, antes que o antes que o efetivo processo de adoção tomasse prosseguimento. Entretanto, seu pedido não foi atendido, pois segundo a coluna soube, as duas pessoas que intermediavam tudo com a família Poncio (Cyntia Cyndel e o primo dela, Erlande, que vem a ser o cerimonialista da família Poncio) não teriam levado o pedido ao conhecimento de Sarah.

Ao se dar conta de que seu desejo de ver o filho não foi ouvido, Milena então pediu Josué de volta. Sarah Poncio, por sua vez, apesar de não ser obrigada a devolver o menino, simplesmente o mandou de volta para a mãe.

Mesmo a influenciadora tendo o laudo de estudo psicológico de Josué, feito por meio de entrevista por chamada de vídeo e que foi totalmente favorável a ela. O documento constatou todas as dificuldades que o menino enfrentava com a família biológica. Ou seja, quando ela disse em uma live que "não tinha o que fazer", na verdade, tinha.

Sarah não precisava devolver o menino se ela não quisesse. Poderia ter levado o caso às instâncias superiores, já que Mylena sequer entrou com uma ação pedindo o filho de volta: ela apenas pediu o retorno dele extrajudicialmente. E mais! Após devolver Josué, Sarah sequer comunicou o juiz do processo que ela mesma deu entrada.

Acordo com a mãe biológica

No fim das contas, para ninguém sair prejudicado, Sarah sugeriu um acordo à mãe biológica do Josué: custear a vinda dela e da família para morar no Rio para que o pequeno consiga conviver em harmonia com as duas famílias e, principalmente, para que ele e os irmãos adotivos não sintam falta um do outro. Mylena ficou de estudar a proposta.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA