Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

O mais novo autor da Feira Pan-Amazônica lança obra nesta sexta (2)

"O menino cientista" trata de questões sociais e ambientais

Bruna Lima

Pelo segundo ano consecutivo Noah Maués é o escritor mais novo a realizar lançamento de uma obra na Feira Pan-Amazônica do Livros e das Multivozes. Nesta sexta (2), às 19h, o escritor de seis anos de idade lança seu segundo livro, "O menino cientista", no ponto do autor.

A obra retrata a vontade em dar soluções para questões sociais e ambientais que aterrorizam o mundo. Nas 24 páginas, Noah fala do sistema solar, da preocupação da extinção de animais, da derrubada da floresta e entre outros assuntos que ele gosta de conversar com os familiares e amigos.

Daniele Maués, que é mãe da criança, diz que o interesse do filho pela literatura e pelos assuntos que envolvem o sistema solar e demais planetas surgiu desde muito cedo, pois o incentivo à leitura sempre foi presente na família. "Aqui em casa a gente tem um ritual, que é a hora da leitura. A gente reserva um tempo para ler e mergulhar no mundo da literatura", explica Daniele.

A mãe diz que nesse processo, mesmo quando o filho não sabia ler, ela tinha uma estratégia de guardar o final da história para o dia seguinte para permitir o filho de elaborar o próprio final da história. "E esse exercício sempre estimulou bastante, pois ele ficava pensando em várias possibilidades para o final da história", completa Daniele.

Até que aos quatro anos, em meio a pandemia, Noah foi alfabetizado pelos próprios pais, pois as aulas virtuais dificultaram o processo e os pais tomaram a iniciativa de ajudar o filho nesse processo. "Ele é uma criança que tem muita facilidade para aprender, ele é muito curioso", pontua Daniele.

Após essa fase, Noah passou a ter iniciativa de escrever o próprio livro. "Ele começou a externar essa vontade, e começou escrevendo cartas para a família e depois acabou criando suas próprias histórias em folhas de papel", destaca a mãe. O primeiro livro do garoto se chama “O menino no espaço”.

Diante da vontade da criança, os pais resolveram investir no sonho do escritor e com recursos próprios fizeram o lançamento dos livros. Para os pais, o investimento em educação é a prioridade e ver o filho se sentindo realizado com a obra elaborada é motivo de satisfação para a família.

"O Brasil é um país que não incentiva a educação e nem à leitura, mas aqui em casa a gente tem a educação como principal. Portanto, elaborar tudo isso e fazer com que ele se sinta feliz tem muito valor", acrescenta a mãe da criança.

Serviço: Lançamento “O menino cientista”

Data: 2 de setembro

Local: Feira Pan-Amazônica do Livro

Hora: 19h

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA