Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Jorge Andrade celebra 40 anos de carreira com livro e CD

O letrista paraense, parceiro de vários músicos e intérpretes, reúne mais de 500 canções na publicação.

Enize Vidigal

O poeta e letrista paraense Jorge Andrade comemora 40 anos de trajetória musical com o recém-lançado “Todas as Letras de Mãos Dadas” (Editora Amo!), livro que, pela primeira vez, reúne mais de 500 canções escritas por ele entre os anos de 1970 e 2020, incluindo partituras e textos críticos. A obra poética do artista e professor de Letras chega acompanhada de outro lançamento: o CD “Voz Passional: Jorge Andrade”, com 14 canções dele com diferentes parceiros, gravadas em voz e piano por Andréa Pinheiro e Jacinto Kahwage.

“Componho desde guri, 15 anos de idade. Comecei a compor brincando”, recorda Jorge Andrade. As primeiras composições tiveram como parceiro João Batista Miranda, o “Jango”, tio de Andréa Pinheiro, que tocava violão. “A arte aparece na vida da gente de forma brincalhona”. “Era uma casa musical, uma família musical”, recorda sobre o primeiro estímulo. “Não pensava em ser compositor profissional”, revela.

Ouça o álbum "Voz Passional" aqui.

A “coisa ficou séria” nos anos 70, quando Jorge Andrade começou a participar de festivais de música ao lado do cantor e compositor Pedrinho Cavalléro, que foi o segundo parceiro da trajetória musical. Entre os festivais que a dupla participou estava o emblemático “Três Canções Para Belém”, em que Jorge e Pedrinho foram para a final com o frevo “Bem-te-vi”, defendido pelo cantor Rafael Lima. 

Professor da rede pública de ensino, Jorge Andrade não largou mais mão de viver intensamente a música. “Percebi logo no início que eu era incapaz de cantar e de tocar. Eu percebi ainda jovem que isso não me agradava muito, busquei evolução escrevendo e compondo”.

“Eu coloco letra e música, tenho um ouvido muito bom. A maioria dos parceiros me manda a música e eu coloco o texto em cima”. Ao longo do tempo, vários parceiros surgiram para fazer música ou gravar as músicas dele em vários projetos, como Nilson Chaves, Floriano e Leandro Dias, entre muitos outros. “Compor é uma atividade prazerosa e vital”, define.

Em “Voz Passional”, Jorge Andrade assina músicas com Leandro Dias, Cavalléro, Simone Guimarães, Mauro Prado, Marcelo Sirotheau, Zémaria Siqueira, Allan Carvalho, Marcelo Ramos, Jacinto Kahwage, Floriano, Afonso Machado, Luiz Moura, Paulinho Moura, Enrico di Miceli e Luiz Pardal. A versão digital já está disponível nas plataformas de streaming.

Outros trabalhos

Jorge Andrade já teve cerca de 200 músicas gravadas por vários artistas. Ele lançou dois álbuns com músicas feitas em parceria com Floriano e gravadas por vários intérpretes, intitulados “Entre Outras Coisas” e “Trovar Trovar”; outro álbum foi em parceria com o cantor e compositor Marcelo Sirotheau também com vários cantores, “Fantasiado”; e também um álbum com Cavalléro com as faixas na voz do cantor, chamado “Querelas da Amazônia”. 

Jorge Andrade lançou, na voz dele, os CDs com poemas autorais chamados “História Contada Em Círculos”, “Pelo Menos Poema” e “Fractais”.

Na literatura, Andrade já lançou outros livros: “Em Memória da Chuva”, “Para não ter tradução”, “Sem/título” - os dois últimos pela Editora Íbis, do Rio de Janeiro - e “Anteparo” e “Mínimos” - esses dois últimos, unidos na mesma publicação. E ele não pára por aí. Em breve, promete lançar mais três livros de poemas pela Amo!

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA