Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

DJ ProefX lança o álbum 'Bumba Meu Bass Vol. 2'

O projeto tem as participações especiais de Keila, Afonso Cappelo, Pelé do Manifesto e Gigi Furtado, entre outros.

Enize Vidigal O Liberal

O DJ ProefX acaba de lançar o novo álbum “Bumba Meu Bass Vol.2”, com oito faixas produzidas com diferentes parceiros. O projeto repete a mistura exitosa dos ritmos do Norte com elementos da música eletrônica contemporânea de “Bumba Meu Bass Vol.1” (2017), tendo como evidência as sonoridades latinas e jamaicanas sempre presentes no trabalho de ProefX.

“Bumba Meu Bass Vol.2” chegou ao canal do artista no Youtube no último dia 30 e a todas as plataformas de músicas, na sexta-feira, 8, pelo selo Ná Music. O álbum foi contemplado pela Lei Aldir Blanc, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) Esse é o quinto disco da carreira do artista.

Ouça aqui.

“Gosto de estar sempre ligando a cultura do Norte, que é mais tradicional, com as músicas contemporâneas”, destaca o DJ. Cada faixa teve a harmonia assinada por ele sobre as letras de diferentes parceiros. “Meu processo criativo é sempre coletivo”, afirma. Dessa vez, ProefX não canta em nenhuma das faixas músicas.

Um dos destaques do álbum é “Rasterada” (Keila e ProefX), uma rasteirinha carioca (funk com samba) mesclada com carimbó que foi gravada na voz de Keila (ex-Gang do Eletro). “Ela é uma pessoa que gosto muito que participe nos meus discos. No Volume 2 eu tinha que chamar. Ela fez uma letra bem descontraída, sobre o rolê na noite”, descreve o DJ.

Outro música carro-chefe do projeto é “Dandalunda” (Lyris Catharina e Proefx), música de Lyris, artista de Brasília, que ganhou sonoridade de ijexá, rasteirinha e uma pitada de carimbó abrilhantados pelo cavaquinho de Diego Xavier.

Dois mestres da cultura popular participam do álbum: Nazaré do Ó, mestra de carimbó de Icoaraci, canta a bem humorada “Bole Bole” (Nazaré e ProefX), enquanto Seu Pai D´Égua, mestre do Boi Faceiro, de São Caetano de Odivelas,  canta junto com o Flor de Mururé a canção “Salve Pirrô” (Seu Pai D’Égua e ProefX), letra sobre um personagem desse boi de máscara.

Gigi Furtado canta “Menina Faceira” (Jeff Moraes e ProefX) acompanhada do violão de Wendell Raiol. A letra fala sobre uma mulher preta empoderada que busca a felicidade. “A música lembra um samba de coco com uma rasteirinha”. E Ruth Costa canta “Como eu queria” (Ruthe e ProefX), um reggaeton de letra romântica com uma mensagem de amor entre mulheres.

Outro ponto alto do projeto é o duo de Afonso Cappelo e Pelé na faixa “Nova Escravidão” (Cappelo, Pelé e ProefX), um dubstep (rap com reggae e música eletrônica) com letras de protesto social e político e guitarra pesada de Danilo Rosa.  Cappelo canta novamente em “Rise a Day” (ProefX): “Essa é uma composição minha antiga, um poema em inglês sobre andar na chuva e ser livre para fazer o que desejar, que tem um arranjo bem lounge com clima de trap. Na voz do Afonso Cappelo ficou muito linda. Ele é um monstrão, grande cantor e um compositor”, comemora.

Além da mistura de ritmos, o trabalho de ProefX chama a atenção pela diversidade de temas e de artistas convidados para os projetos dele. “Sempre trabalhei com artistas de diferenças sociais, raciais, musicais e sexuais. A única coisa que une todos eles é a mensagem positiva, que é fundamental no meu trabalho”.

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MÚSICA

MAIS LIDAS EM CULTURA