Artistas paraenses se unem no festival on line 'De Molho em Casa'

De hoje a 1 de abril mais de 70 atrações vão se apresentar. Guitarrada das Manas é a principal atração do primeiro dia

Enize Vidigal

Mais de 70 artistas paraenses se uniram para promover o festival virtual "De Molho em Casa", que inicia nesta quarta-feira, 25, às 16 horas, e vai até o próximo dia 1o de abril. O dia de hoje reserva pocket shows ao vivo da Guitarrada das Manas, Pratagy, Rasec, Giovanni Zeit, Dan Selassie, Bruna Magalhães, Priscila Castro e Kikito.

Nos próximos dias o festival terá Keila, Mariza Black, Pelé do Manifesto, Arthur Espíndola, Lucinnha Bastos, Jeff Moraes, Móbile Lunar, Sammliz, Farofa Tropikal, Pratagy, Alba Mariah, Juliana Sinimbu, Carimbó Cobra Venenosa, Joelma Klaudia, Renato Torres e Nação Ogan, entre outros.

Cada atração terá 30 minutos de apresentação nos próprios perfis do Instagram, que estão sendo divulgados nas redes sociais. Os artistas irão se apresentar em separado, cada um em seu isolamento.

"A gente vai apresentar algumas músicas do novo disco, 'Guamaense', que estávamos em turnê de divulgação, mas tivemos que cancelar shows. É uma forma de divulgar o show", conta Renata Beckman, que faz dupla com Bea na Guitarrada das Manas.

"Vai rolar (no show on line) 'Na Casa da Bea', 'Dark Cumbia' e 'Guamaense', músicas vibrantes e eletrônicas, acompoanhadas de guitarrada que têm boa aceitação do público", destaca. 

"Eu e a Beá encontramos um jeito improvisado de fazer (o show). É um show diferente do palco, mas a galera vai curtir super, não tem porque sair de casa", ressalta Renatta

Confira os horários das atrações de hoje, bem como os perfis no Instagram:

Rasec, às 16h, no @rodrigorasec

Guitarrada das Manas, às 16h30, no @guitarradadasmanas

Nação Ogan, às 17h, no @b_nacaoogan

Giovanni Zeit, às 17h30, no @giovannizeit

Dan Selassie, às 18h, no @dan_selassie

Bruna Magalhães, às 18h30, no @brunamagalhãesmusica

Pratagy, às 20h, no @pratagy

Priscila Castro, às 20h30, no @eupriscilacastro

Kikito, às 21h, no @kikitokikito_

Além de incentivar o público a ficar em casa durante o período de isolamento social para a prevenção do coronavírus, o objetivo dos artistas é movimentar a cena musical local.

"A gente quer criar a consciência para as pessoas não aglomerarem. Nessa hora que estamos sem poder trabalhar, precisamos desenvolver conteúdo para não adormecer o nosso público. A gente se ajuda trocando engajamentos, conhecendo o trabalho de outros artistas e também unido a cena musical o máximo possível", conta a cantora e compositora Juliana Sinimbu, uma das organizadoras do evento.

 

 

 

Música
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA