Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Lollpalooza Brasil dá largada aos grandes festivais no país e conta com ânimo do público

Edição com recorde de patrocínios começa na sexta-feira, matando a saudade do público e trazendo horizonte promissor para o setor de eventos

Lucas Costa

O Lollapalooza Brasil começa oficialmente nesta sexta-feira, 25, abrindo novamente as portas para a realização dos grandes festivais no país. A edição, que vem sendo adiada desde 2020 por conta da pandemia, vai finalmente poder voltar a lotar o Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e tem como headliners nomes como Miley Cyrus, Doja Cat, Foo Fighters, The Strokes e A$AP Rocky.

A expectativa em torno do Lollapalooza é grande, já que responde tanto aos anseios do público quanto ao setor de grandes eventos. Em Belém, fãs do festival já estão de malas prontas para uma nova aventura, como a produtora cultural Moema Mendes, de 66 anos. 

Ela, que não perde uma edição do Lollapalooza no Brasil desde a primeira, costuma ir junto a um grande grupo de familiares, mas este ano vai apenas com uma irmã. O festival também vai marcar a volta de Moema a um evento com um grande público, e isso ainda tem causado certo receio.

Veja as memórias de Moema no Lollapalooza:

Moema no Lollapalooza

“Esse ano, para ser sincera, estou meio preocupada para ver como vai ser minha reação com o público, porque eu fiquei com muito medo da covid-19, cheguei a ficar isolada em um sítio. Então não sei como vai ser essa reação”, conta Moema, que não chegou a ir a grandes eventos realizados na capital paraense como o Festival Psica, por exemplo.

Ela também conta as estratégias para manter-se com uma percepção de segurança e mesmo assim conseguir curtir o evento. “Vamos ficar numa área VIP, onde você pode ficar um pouco mais isolada, sem muita aglomeração. Gosto mesmo é de ficar no gargarejo, sentir a energia do show, mas esse ano estou com essa preocupação. Apesar de São Paulo ter liberado, vou ficar com a minha máscara o tempo todo”, adianta.

Retorno bem sucedido do Lollapalooza mostra horizonte promissor para o setor

O Lollapalooza começou sua temporada pela América Latina na última sexta-feira, dia 18, com as edições no Chile e Argentina. O público lotou o festival nos dois países, que tem praticamente o mesmo line-up da edição brasileira. Um dos destaques em ambas as edições foi o show da drag queen brasileira Pabllo Vittar, que arrastou uma multidão de fãs nos dois países.

Pabllo Vittar também é atração na edição brasileira, e se apresenta na sexta-feira no Palco Adidas, o mesmo que terá Caribou e Jack Harlow. O mesmo dia tem ainda como headliners Doja Cat e The Strokes.

Este retorno tão bem sucedido do Lollapalooza apresenta finalmente um cenário animador para o setor de eventos no país, que desde o início da pandemia de coronavírus repetiu a máxima de que seria o primeiro setor “a parar suas atividades, e o último a voltar”.

Ana Morena, presidenta da Associação Brasileira de Festivais Independentes (Abrafin), analisa o cenário com otimismo, considerando que festivais independentes já vêm conseguindo realizar novas edições presenciais pelo Brasil.

LEIA MAIS

Lollapalooza: veja os próximos festivais que serão realizados no Brasil em 2022
Evento é o primeiro de uma série de grandes festivais agendados para ainda este ano, com atrações internacionais

“Um evento do porte do Lollapalooza conseguir ser realizado dentro dos decretos e protocolos permitidos é um sinal importante disso tudo. Estamos todos tateando e entendendo como será realizar os nossos projetos daqui pra frente. Se antes já existia uma preocupação com a saúde e segurança do público, equipe e artistas, agora essa preocupação será duplicada. Se antes falávamos de forma sútil da importância da cultura e da arte para a sanidade e empoderamento de uma sociedade, agora é um discurso absoluto e onipresente de todo o setor incluindo o público, mesmo com o Governo Federal encampando uma campanha massiva de destruição da cultura do país”, analisa Ana, que também conta que cerca de 40% dos festivais filiados a Abrafin já anunciaram ações para 2022. “Já estamos conseguindo estar juntos novamente e isso é um alento”, completa.

Ainda em 2022, passam pelo Brasil uma série de turnês internacionais, que costumam ser realizadas em locais grandes. Entre os festivais de grande porte marcados para este ano estão ainda o Rock in Rio, em setembro, no Rio de Janeiro; e o Primavera Sound, em outubro, em São Paulo.

 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA