Fida: Festival Internacional de Dança da Amazônia anuncia edição on-line para o mês de outubro

Festival Internacional de Dança da Amazônia chega a sua 27ª edição com os desafios de se adaptar ao virtual

Redação Integrada

O Festival Internacional de Dança da Amazônia (Fida) chega a sua 27ª edição em 2020, desta vez em um formato totalmente adaptado para o ambiente on-line. O lançamento do evento será marcado por uma live nesta quarta-feira (16), com transmissão pelo perfil @festivalfida2020 no Instagram.

Em 2020, a programação do Fida será realizada entre os dias 21 e 25 de outubro. O evento seguirá o padrão de webinários mundiais, ganhando o ambiente on-line.

Clara Pinto, idealizadora e coordenadora do festival, fala sobre o desafio em adaptar o evento para o ambiente virtual para que ele se mantivesse ativo em 2020, considerando sua importância para a expressão artística no Pará.

“Tivemos que reinventar o Fida de uma forma diferenciada, assim como a Escola de Dança Clara Pinto. Apesar do momento não permitir que seja presencial, resolvemos pegar o desafio de fazê-lo mesmo que seja on-line. Temos uma meta, de que a dança não pode parar, mesmo que seja através do on-line”, defende Clara.

Para a edição, que será entre os dias 21 e 25 de outubro, a programação terá apresentações e oficinas virtuais, realizadas em diversas plataformas.

O evento terá ainda uma abertura transmitida direto do palco do Theatro da Paz, sem a presença física do público. A abertura terá a participação de convidados do Rio de Janeiro, Fortaleza e Curitiba, segundo Clara.

As tradicionais competições do Fida, assim como as premiações também estão mantidas. O júri será formado por cinco profissionais da dança do Brasil. Clara explica que vídeos enviados pelos participantes serão exibidos em uma live, a mesma que será assistida pelos jurados - cada um em sua casa.

“Entendemos que o momento é delicado e de dificuldades em todos os sentidos, mas também queremos passar a mensagem de que o mundo não pode parar. E a dança é só uma das formas de movimentar a cultura da Amazônia, pois o Fida é muito mais do que um evento. É uma forma de mostrar ao mundo tantos talentos daqui e trocar experiências, mesmo agora, no ambiente virtual”, analisa Clara Pinto.

O Festival Internacional de Dança da Amazônia é uma realização das Escolas de Dança Clara Pinto, com apoio do Grupo Líder. O lançamento será nesta quarta-feira (16), às 19h, pelo Instagram @festivalfida2020.

Arte como Respiro

O quadro de dança “Por Aqui”, do Coletive Um de Nós, formados por artistas paraenses, está na programação do “Festival Arte como Respiro – Edição Cênicas”, que o Itaú Cultural apresenta de 16 a 20 de setembro (quarta-feira a domingo), no site da instituição (www.itaucultural.org.br).

A cena produzida pelos paraenses traz as vivências dos artistas Bruno Cantanhede, Leo Barbosa e Rosangela Colares, em uma realidade que está entre a normalização da vida, como fuga de um perigo, e o isolamento social, suas angústias, medos e preocupações individuais e coletivas. O grupo define a performance como uma dança para a vida, silenciosa, confinada e resistente em meios às provocações externas, como o trabalho.

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA