Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Festival 'Fartura' promove intercâmbio entre chefs de todo o país

O evento vai reunir em uma programação híbrida 120 profissionais cozinhando simultaneamente em restaurantes de São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Belém, Brasília e Fortaleza

O Liberal

Chefs de todo o país vão celebrar a gastronomia e o início da retomada do setor, por meio do Festival Fartura Gastronomia Du Brasil. Pelo segundo ano consecutivo, o evento vai reunir em uma programação híbrida 120 profissionais de todos estados brasileiros cozinhando simultaneamente em restaurantes de São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Belém, Brasília e Fortaleza.

O evento tem início neste sábado (16) e segue até o dia 24 com mais de 100 atrações virtuais com aulas, dicas, receitas, shows e artes cênicas.

Nesta edição, o projeto vai receber 26 chefs de cada estado brasileiro em São Paulo cozinhando com anfitriões paulistas. Nas outras cinco capitais participantes de forma presencial, chefs de diversas regiões do país serão recebidos por anfitriões locais. Um total de oito chefs paraenses foram convidados para participar do evento.

Um deles é Daniela Martins, que vai assumir um desafio nesta edição: preparar um pré-jantar em Belém, durante a abertura do evento na cidade e outro em Belo Horizonte fazendo uma ponte entre a culinária mineira e a paraense.

Até 2019, o evento contou com programações presenciais em vários estados (Fartura)

“Minha participação será em duas etapas. Na primeira vou fazer um jantar de abertura aqui em Belém. Na verdade, vamos distribuir a Sacola do Fartura para dez pessoas. O jantar vai basicamente pronto, e sou eu quem está fazendo, para pessoa só finalizar e montar em sua casa. A outra participação será um almoço em Belo Horizonte na cozinha do (restaurante) Santo Antônio, junto com a chef Ju Duarte. Vamos preparar um cardápio Minas Pará que está bem interessante”, conta.

Na entrada será servido pãozinho de tapioca, pimenta de Minas, pão de queijo com queijo do Marajó e uma geleia de cumaru. Já o prato principal será uma galinhada feita com tucupi, jambu, taioba e uma farofa com farinha de Bragança, farinha de milho e bacon.

A sobremesa vai ser uma torta de queijo da Canastra com doce de cupuaçu e uma torta de massa feita com castanha, com recheio de queijo da Canastra com uma geleia de cupuaçu. “Vamos misturar os sabores com um cardápio bem versátil, pensado com muito amor, muito carinho para agradar o gosto tanto dos paraenses quanto dos mineiros”, garante a chef paraense.

Participa também da troca gastronômica, o chef paraense Thyago Guarany, que estará em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, onde será recebido pelos chefs gaúchos Raphael Dittrich e Gabriela Zilio. “Vamos fazer um jantar a seis mãos fugindo do padrão. Não terá muito tucupi, nem açaí e nem maniva. Vamos explorar algumas ervas e sementes locais menos conhecidas como a priprioca e imbiriba. Acho que é o máximo que posso dizer sem arruinar a surpresa”, diz o Thyago.

Thyago Guarany promete fugir do convencional em sua participação (Divulgação)

Em São Paulo, a programação presencial vai reunir um representante de cada estado brasileiro para cozinhar com chefs locais. Serão jantares desenvolvidos a quatro ou seis mãos, promovendo a troca de experiências e sabores. Participam grandes nomes, como: Renata Vanzeto, Carla Pernambuco, Onildo Rocha, Mara Salles, Rodrigo Oliveira, João Diamante, Morena Leite, Thiago Castanho, Manu Buffara, André Saburó, Fabricio Lemos, Thomas Troisgros, Pedro Franco, César Santos, e muitos outros estão entre os convidados.

A capital paraense também vai receber grandes nomes da gastronomia nacional para cozinhar junto com chefs locais: Roberto Satoshi recebe Murakami, de São Paulo; Saulo Jennings, César Santos, de Pernambuco; Paulo Anijar, Caetano Sobrinho, de Minas Gerais; Prazeres Quaresma, Ian Baiocchi, de Goiás e Nazareno Alves, Vania Krekniski, do Paraná.

Paulo Anijar destaca as semelhanças entre o seu trabalho e o desenvolvido pelo chef Caetano. “Nossos trabalhos são bem similares em relação a trabalhar o produto junto com a nossa cultura gastronômica, tentando manter ao máximo as características dos ingredientes e fazendo uma leve brincadeira com uma perspectiva nova de cada prato”, ressalta.

Paulo Anijar receberá um chef de Minas Gerais durante a programação (Divulgação)

Já Nazareno explica que fará uma fusão entre o Pará e o Paraná juntamente com seu convidado. “Vamos usar nossa criatividade trabalhando insumos dos dois estados”, antecipa.

Prazeres Quaresma com seu convidado goiano vão usar queijo e peixe a outros ingredientes típicos dos dois estados. “Vamos preparar um menu degustação bem interessante para as pessoas experimentarem essa mistura do Pará com Goiás”, entrega.

Solidariedade

O Festival também será uma oportunidade de praticar a solidariedade envolvendo chefs, público e a comunidade em prol de causas importantes. “É o chamado Fartura de Amor, uma das ações mais bonitas que a gente faz. Convidamos chefs para cozinharem um prato que será distribuído para as pessoas em risco social”, explica a curadora Carolina Daher.

 A programação contará ainda com o Mercearia Fartura que proporciona a venda da produção de pequenos produtores em uma vitrine virtual. “Ela funciona para colocar o consumidor o mais perto possível do produtor”, destaca Daher.

O chef Saulo Jennings recebe convidado de Pernambuco (Divulgação)

O diretor do evento, Rodrigo Ferraz explica que as capitais escolhidas para receber a programação presencial são as mesmas onde ocorria o festival presencial até 2019. “Tínhamos já a experiência, por exemplo, em Fortaleza onde o primeiro foi em 2015, esta já é a sétima edição do evento lá. Em Belém, esta será a quarta edição. Ou seja, a mesma coisa que a gente fazia fisicamente, estamos fazendo agora de forma híbrida”, reforça.

Sobre as novidades dessa edição, o diretor destacou o fato do festival explorar agora mais o ambiente dos restaurantes. “Nunca havíamos feito nesse formato. A presença dos chefs nos restaurantes, já atendendo presencialmente dentro dos protocolos do covid. Isso para nós é muito importante porque é uma forma da gente já trazer as pessoas novamente para um ambiente seguro, sem aglomeração, mas trazer a convivência, sentar à mesa”, diz.

Para complementar a programação, o evento vai contar com 50 shows musicais, com grandes nomes nacionais e locais, todos on-line, para serem assistidos pelo público. Além disso, serão 18 apresentações teatrais, também contemplando todas as regiões do Brasil.

Agende-se:

Festival Fartura Gastronomia Du Brasil
Período: De 16 a 24 de outubro
Programação presencial: Belo Horizonte, São Paulo, Brasília, Fortaleza, Belém e Porto Alegre
Programação on-line: www.farturabrasil.com.br

OBS.: toda a programação fica disponível no site, que redireciona o conteúdo de acordo com a plataforma (Instagram, Youtube, e-commerce etc.). Mais informações: Instagram.com/FarturaBrasil; Facebook.com/FarturaBrasil

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA