Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Em entrevista ano passado, Tarcísio Meira falou sobre morte

"A morte está aí, qualquer hora ela chega", disse o ator

O Liberal

Um dos maiores atores da história da dramaturgia brasileira, morreu aos 85 anos nesta quinta-feira (12), devido a complicações da covid-19. Em janeiro do ano passado, o artista deu uma entrevista para a Quem para falar sobre sua peça O Camareiro, que estava em cartaz no Teatro FAAP e que foi interrompida pelo início da pandemia, dois meses depois. Durante a entrevista, o ator chegou a falar que não tinha planos de se aposentar e fez considerações sobre velhice e morte. 

"Acho que qualquer ator pode se identificar com esse personagem. Nosso trabalho é muito difícil e cansativo, mas também muito prazeroso e enriquecedor. Se é uma coisa que o ator não pensa é em se aposentar e parar de atuar", declarou na entrevista. "Ninguém quer morrer no palco. Esses dias vi um sertanejo que morreu no palco (no caso, trata-se de Juliano Cezar, que morreu durante um show em dezembro de 2019). Achei tão triste, espero que não aconteça comigo e nenhum de nós", declarou.

O ator disse que seria a última peça que faria. "Sendo realista, depois desta peça, não vou fazer outra. Estou indo para os 85 anos, estou velhinho. Não acredito que surja um outro personagem que eu possa fazer". Sobre velhice, Tarcísio falou sem qualquer filtro: "Não tem nada de melhor na velhice, tudo é pior. Envelhecer é uma coisa muito chata. Tem limitações física e intelectuais cada vez maiores. A memória não é mais a mesma. A morte está aí. Qualquer hora ela chega. Que chegue bem", concluiu. 

Durante a manhã, Ana Maria Braga e Fátima Bernardes lamentaram a morte do ator.

 

 

Fátima falava com o campeão olímpico da canoagem Isaquias Queiroz. Ela interrompeu a conversa para dar a notícia. "A gente faz um programa ao vivo, mas infelizmente temos que dar uma notícia que não gostaríamos de dar. Soube agora que morreu o ator Tarcísio Meira, em São Paulo. Um dos maiores nomes da televisão brasileira", declarou. 

"Muito triste ter que tratar isso, um casal muito querido que se construiu aos nossos olhos. Cada um de nós temos uma lembrança. Tarcísio começou na extinta TV Tupi e lá que contracenou com a Glória, se apaixonaram, foram mais de 60 programas, especiais, minisséries. Foi o primeiro 'galãzão' da TV", lamentou a apresentadora. 

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA