CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

2ª edição da ‘Roda Cancioneira’ traz compositores e suas canções em Belém

A troca de experiências e pocket shows será realizado no dia 10 de julho, às 20h, no Na Figueredo

Amanda Martins

A segunda edição do “Roda Cancioneira”, um espaço de troca e exibição da produção autoral de compositores paraenses, vai ocorrer na noite da próxima quarta-feira, 10, às 20h, no espaço Na Figueiredo, no bairro de Nazaré, em Belém, com entrada franca. Para participar, basta chegar ao local, se inscrever e participar da partilha com outros músicos.

O poeta, cantor, compositor e o organizador da Roda, Renato Torres, afirmou que estar entusiasmo para a mais nova edição, já que a primeira noite do evento foi um sucesso no mês passado.

image Organizador da Roda, Renato Torres (João Urubu)

"A expectativa é a melhor possível, porque a primeira noite da roda foi um sucesso, casa cheia, do jeito que imaginei que aconteceria. A gente fez quase três horas de evento, o tamanho era o entusiasmo das pessoas", afirmou Torres, explicando que os compositores estavam ansiosos para tocar suas canções e o público mostrou-se animado.

A Roda Cancioneira surgiu da inspiração de outros projetos similares pelo Brasil, como o "Tranquilo" em Belo Horizonte, que se tornou um grande evento dedicado à música autoral.

"Pensei que Belém não tinha isso. É muito difícil às vezes entrar em um festival de música para artistas autorais. Eu pensava que seria tão bacana ter um espaço onde a pessoa não precisasse de nada, apenas chegar e dizer: 'olha, eu quero cantar uma música minha'", relatou Torres.

A estrutura da segunda edição será semelhante à da primeira, com seis convidados que irão se apresentar e também servir como atração para o público. Entre os artistas confirmados estão Giselle Griz, Larissa Mê, Lucas Guimarães, Mateus Mora, Rafael Pavone e Joelma Klaudia.

"Esses convidados são como uma espécie de chamariz para o público, porque cada um deles já tem seu próprio público e notoriedade", explicou o organizador.

A cantora Joelma Kláudia, uma das convidadas desta edição, expressou sua felicidade em participar do evento pela primeira vez. "Será uma linda de troca com outros compositores e compositoras nessa noite", disse.



Ela vê a Roda Cancioneira como uma oportunidade para se misturar, fortalecer e incentivar outros compositores a surgirem. "Acho importante porque abre a gente, se mistura, se fortalece e é incentivo para que outros compositores nasçam", acrescentou. A artista planeja apresentar canções que combinam o início de sua carreira com trabalhos inéditos.

Joelma destacou a importância de espaços como a roda para a arte, especialmente em tempos difíceis como os vividos durante a pandemia.

"Acho que a pandemia tirou muito da gente. Alguns saíram de cena e encararam outras formas de trabalho. Acho que as portas nunca estão sempre tão abertas para quase nada nessa vida, principalmente para a arte, mas quem se esforça encontra as ferramentas e faz a sua oportunidade acontecer", refletiu a artista.

Já Renato enfatizou a importância de um espaço dedicado aos compositores, destacando a invisibilidade histórica que esses artistas enfrentam no Brasil. "Todo mundo conhece os grandes intérpretes, mas quem faz as canções?", questionou.

Torres acredita que a Roda Cancioneira oferecerá uma oportunidade única para os compositores apresentarem suas músicas de maneira direta e sem burocracia, fortalecendo sua autoestima e criando um sentimento de respeito no público.

“A importância de realizar a roda é você saber quem faz as canções, ter a oportunidade de ouvir quem faz as canções, ouvindo ali, sem as camadas do arranjo, ver a pessoa cantando a sua música nua e crua. Isso cria um sentimento na plateia de respeito maior”, acrescentou Renato.

Sobre a aceitação dos compositores ao novo projeto, Renato revelou que teve uma resposta positiva. Ele diz esperar que o projeto se expanda e se torne independente, ocorrendo simultaneamente em diversos bairros da cidade.

"A Roda não pertence ao Renato Torres, estou apenas dando o pontapé inicial. Quando a Roda começar a acontecer no Jurunas, em Nazaré, no Guamá, na mesma noite, para mim vai ser maravilhoso saber que pegou", concluiu o artista.

SERVIÇO

Segunda edição da Rosa Cancioneira

  • Data: quarta-feira, 10 de julho;
  • Horário: 20h;
  • Local: no Núcleo de Conexões Na Figueredo, localizado no bairro de Nazaré, em Belém;
  • Entrada gratuita.
Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Cultura
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA