Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Lives debatem cinema na Amazônia, cinemateca e cineclubes

Cineastas, produtores e críticos participam de bate-papos virtuais e gratuitos nestas quarta e quinta, 14 e 15.

Redação Integrada

As lives sobre cinema se evidenciam na programação virtual, esta semana. Cineastas e produtores paraenses participam do debate “A Importância dos Festivais e Mostras de Cinema na Amazônia”, promovida pelo Cinema no Marajó, na quinta-feira, 15, às 10h. E a importância dos cineclubes e cinematecas como forma de valorização do valorização, difusão e memória do cinema serão temas de lives nesta quarta, 14, às 17h, na programação do virtual Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento, e quinta, 15, promovida pelo Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), às 20h.

A roda de conversa sobre os festivais de cinema na Amazônia vai analisar as potencialidades e a circulação da produção audiovisual local. Participam do debate: Joyce Cursino, do Cinema de Periferia Telas em Movimento; Francisco Weyl, criador do Festival Internacional de Cinema do Caeté; Zienhe Castro, organizadora do Festival de Cinema Pan-Amazônico Amazonia.Doc; Delen de Castro, um dos coordenadores do Festival de Cinema Negro Zélia Amador de Deus e Alessandro Campos, do Festival de Cinema Etnográfico do Pará, e também produtor executivo do Projeto Cinema no Marajó.

O projeto foi contemplado aprovado no Edital de Audiovisual Lei Aldir Blanc Pará 2020. A transmissão será feita pelo canal do Youtube do Cinema no Marajó. “A discussão é uma tentativa de fomentar, discutir e incentivar cada vez mais canais de exibição e, diretamente, de produção. Também acreditamos que estes eventos são muito mais do que simples locais de exibição de filmes, eles são oportunidades únicas de contato, afetos, discussões, oportunidades e ativismo”, declara Alessandro Campos.

Cineclubes e Cinematecas

Nesta quarta, 14, o presidente da Associação de Críticos de Cinema do Pará, Marco Antônio Moreira, dá sequência ao bate-papo sobre “Circuito de Cineclubes: A história dos cineclubes no Brasil e no Pará”, na programação virtual Festival de Cinema das Periferias da Amazônia - Telas em Movimento, das 17h às 19h, com transmissão pelo canal do Youtube do Telas em Movimento.

“O cineclube é um espaço cultural de cinema democrático e amplo. Vamos contar um pouco da história dos cineclubes, que existem no mundo inteiro, inclusive, no Pará e nos bairros de Belém. O conceito foi criado nos anos 20 na França. Hoje, vou falar sobre cineclubes brasileiros, os contemporâneos e sobre a urgência de se criar mais cineclubes no Pará”, explica Marco Antônio.

E na quinta, 15, o mesmo crítico volta à web para mediar a live do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC) que vai trazer o curador e pesquisador Ramiro Quaresma, Doutorando em Artes e professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), para fazer uma análise sobre a “A Importância das Cinematecas para a Preservação do Patrimônio Audiovisual”. A transmissão inicia às 20 horas, pelo Instagram do CEC (@centrodeestudosdecinema)

“As cinematecas são essenciais na maioria dos países por cumprirem uma função de preservação de história e cultura, o que é uma questão urgente no Brasil”, explica Marco Antonio, que é coordenador geral do CEC.

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM CINEMA

MAIS LIDAS EM CULTURA