Grande Prêmio do Cinema Brasileiro será realizado de forma remota neste domingo, 11

Evento terá transmissão ao vivo pela TV Cultura

Redação Integrada do Grupo Liberal

O Grande Prêmio do Cinema Brasileiro será diferente, mas promete ser ainda mais emocionante. Num ano repleto de adversidades, a comunidade cinematográfica está mais unida do que nunca para celebrar a nossa indústria, representada por todas as gerações de realizadores do país inteiro.

A festa que todos os anos lota um tradicional teatro com mais de mil artistas, diretores, roteiristas, produtores e técnicos dará lugar a uma cerimônia remota, dirigida pelo cineasta Ricardo Elias, com transmissão pela TV Cultura, pelo YouTube e Facebook da emissora, neste domingo, 11, às 21h30.

As apresentadoras Marina Person e Adriana Couto, a Didi, estarão juntas no estúdio da emissora, sem plateia, para anunciar os vencedores e chamar atrações, vídeos e números musicais, todos gravados previamente.

A abertura dos envelopes será ao vivo, auditada pela PwC (a mesma empresa que faz a apuração do Oscar), e o Troféu Grande Otelo será entregue diretamente na casa de cada um deles, depois do evento.

Com roteiro do jornalista Hugo Sukman, o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro homenageia este ano não apenas uma personalidade, mas todos os profissionais do setor audiovisual, coletivamente. Em meio a cenas emblemáticas de filmes dos mais variados gêneros e épocas, e trechos dos concorrentes, serão anunciados 32 prêmios para longas-metragens, curta-metragens e séries brasileiras.

Eles são escolhidos pelo amplo júri formado por profissionais associados à Academia Brasileira de Cinema, além da categoria voto popular.

"Não foi fácil, mas o Grande Prêmio tinha que acontecer. Mesmo diante de tantas adversidades, não poderíamos deixar de celebrar nossos filmes, nossa produção audiovisual, o cinema brasileiro", diz Jorge Peregrino, presidente da Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais, entidade que realiza o prêmio.

"2020 entrará para a história como um ano de descobertas, por causa da pandemia. E a principal delas é a de que ninguém vive sem arte e sem cultura, pois elas também são alimento, em qualquer forma em que se apresentem", completa. 

Jorge Peregrino também faz questão de ressaltar que a Academia representa o setor em todas as regiões o Brasil. "Precisamos da adesão de mais profissionais, para que nossa academia ganhe força e possa seguir independente, lutando por um cinema brasileiro plural, democrático e bem representado no cinema, na televisão e no streaming. Todos podem se associar e participar do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro e da nossa comunidade cinematográfica", diz.

Como é tradição, o evento vai contar com participações musicais, como a do artista Paulinho Moska, que abre a cerimônia. Ele gravou da sua casa um vídeo cantando "Luzia Luluza", música de Gilberto Gil, de 1968, que fala sobre um homem que está em um táxi a caminho de uma sessão de cinema.

Joyce Moreno e Francis Hime também estarão na cerimônia de forma remota com a música "Cinema Brasil", canção de Francis, de 2007. Encerrando o evento, o público terá a oportunidade ainda de assistir a uma apresentação de Pedro Luís e Teresa Cristina, que farão um medley com as canções "Vai Trabalhar, Vagabundo", "Quando o Carnaval Chegar" e "Bye Bye Brasil", todas de Chico Buarque.

A lista de finalistas - que concorrem em 32 categorias e foram escolhidos em votação pelos sócios da Academia - reúne mais de 200 profissionais indicados, 35 longas-metragens brasileiros e 10 longas estrangeiros (21 de ficção, 8 documentários, 3 infantis, 3 de animação, 5 internacionais e 5 ibero-americanos). Este ano também estão na disputa 15 curtas brasileiros (5 de ficção, 5 documentários e 5 de animação); e 20 séries (5 de animação para TV paga/OTT, 5 documentários para TV paga/OTT, 5 ficção TV paga/OTT, 5 ficção TV aberta). 

Cinema
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM CULTURA