Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CINE NEWS

Por Marco Antônio Moreira

Coluna assinada pelo presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Pará (ACCPA), membro-fundador da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (ABRACCINE) e membro da Academia Paraense de Ciências (APC). Doutorando em Artes pelo PPGARTES/UFPA; Mestre em Artes pela UFPA. Professor de Cinema em várias instituições de ensino, coordenador-geral do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), crítico de cinema e pesquisador.

Os favoritos ao Oscar 2021

Marco Antonio Moreira

A cerimônia de entrega do Oscar 2021 acontecerá no dia 25/04 em meio a uma pandemia que obrigou produtores e exibidores a adaptação na programação de lançamentos de filmes. Muitos títulos indicados este ano foram exibidos em canais streaming e tiveram oportunidades de acesso a um grande número de assinantes em plataformas como a Netflix.

Oscar é um prêmio do cinema americano que tem expressão comercial intensa e sempre provoca interesse da maioria dos cinemaníacos apesar das injustiças e esquecimentos de muitos filmes e artistas. Acompanhar o Oscar anualmente é uma tradição de memória e afeto. Durante muitos anos assisti as cerimônias de entrega do Oscar acompanhado por meu pai, Alexandrino, e certamente muitas lembranças serão revividas, novamente, este ano.

A edição 2021 felizmente está mais diversa e democrática nas suas indicações com mais mulheres na categoria de melhor direção e atores negros como favoritos em várias categorias. Este ano, bons filmes foram indicados. Destaco Nomadland de Chloé Zhao que tem como protagonista uma mulher de 60 anos que, depois de perder tudo na grande recessão dos EUA, vive como uma nômade moderna nas estradas americanas. O filme tem ótima atuação de Frances McDormand e sensível direção de Chloé Zhao. É uma obra sensível sobre seres humanos em busca de caminhos e alternativas de (sobre) vivência.

Outro destaque importante é a indicação de Anthony Hopkins por Meu Pai de Florian Zeller. Este extraordinário ator merece elogios por uma longa e talentosa carreira e nesta obra ele tem atuação histórica. Hopkins ganhou o Oscar de melhor ator por O Silêncio dos Inocentes (1991) e merece nova premiação. Chadwick Boseman por A Voz Suprema do Blues também é favorito nesta categoria. Bela atuação de um ator que infelizmente faleceu muito cedo.

Frances McDormand como melhor atriz tem minha preferência, mas a atuação de Carey Mulligan em Bela Vingança igualmente merece elogios. McDormand ganhou o Oscar por ótimos desempenhos em Fargo (1996) e 3 Anúncios de um Crime (2017). Mulligan tem estabelecido consistente carreira em bons filmes como Educação (2010), Shame (2011), Drive (2012) e As Sufragistas (2015).

Na categoria de melhor direção evidencio o trabalho de Chloé Zhao em Nomadland e David Fincher que em Mank realizou um trabalho autoral digno de reconhecimento da critica e do público. Fincher é ótimo cineasta e teve intenso reconhecimento em filmes como Seven: Os Sete Crimes Capitais (1995), Clube da Luta (1999) e Garota Exemplar (2014), entre outros.

Como melhor filme internacional (anteriormente classificado como melhor filme estrangeiro) é válido a indicação de Druk de Thoman Vinterberg, cineasta de ótimos filmes como Festa de Família (1998) e A Caça (2013). Na categoria de melhor animação o maior favorito é Soul (2019) de Pete Docter e Kemp Power que é admirável modelo de amadurecimento das produções da Pixar Animation.

A seguir, publico alguns dos favoritos ao Oscar 2021 e lembro que muitas vezes os resultados são imprevisíveis. A cerimônia deste anos será diferente em relação aos anos anteriores devido à pandemia, mas certamente tentará cultivar a magia do cinema que constrói memórias para sempre.

Capas dos favoritos em cada categoria:

FOTOS

MELHOR FILME

Meu Pai
Judas e o Messias Negro
Mank (favorito)
Minari
Nomadland (favorito)
Bela Vingança
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

MELHOR FILME INTERNACIONAL

Druk: Mais uma Rodada (Dinamarca) (favorito)
Better Days (Hong Kong)
Collective (Romênia)
O Homem que Vendeu Sua Pele (Tunísia)
Quo Vadis, Aida? (Bósnia)

MELHOR DIREÇÃO

Thomas Vinterberg - Druk: Mais uma Rodada
David Fincher – Mank (favorito)
Lee Isaac Chung - Minari
Chloé Zhao – Nomadland (favorita)
Emerald Fennell - Bela Vingança

MELHOR ATOR

Riz Ahmed - O Som do Silêncio
Chadwick Boseman - A Voz Suprema do Blues (favorito)
Anthony Hopkins - Meu Pai (favorito)

Gary Oldman - Mank
Steven Yeun – Minari

MELHOR ATRIZ

Viola Davis - A Voz Suprema do Blues
Andra Day - Estados Unidos Vs Billie Holiday
Vanessa Kirby - Pieces of a Woman
Frances McDormand – Nomadland (favorita)
Carey Mulligan - Bela Vingança (favorita)

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Sacha Baron Cohen - Os 7 de Chicago
Daniel Kaluuya - Judas e o Messias Negro
Leslie Odom Jr. - Uma Noite em Miami
Paul Raci - O Som do Silêncio
Lakeith Stanfield - Judas e o Messias Negro (favorito)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Maria Bakalova - Borat: Fita de Cinema Seguinte
Glenn Close - Era uma Vez um Sonho (favorita)
Olivia Colman - Meu Pai
Amanda Seyfried - Mank
Yuh-Jung Youn – Minari

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Judas e o Messias Negro
Minari
Bela Vingança (favorito)
O Som do Silêncio
Os 7 de Chicago

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Borat: Fita de Cinema Seguinte
Meu Pai
Nomadland (favorito)
Uma Noite em Miami
O Tigre Branco

MELHOR ANIMAÇÃO

Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica
A Caminho da Lua
Shaun, o Carneiro, o Filme: A Fazenda Contra-Ataca
Soul (favorito)
Wolfwalkers

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Collective
Crip Camp: Revolução pela Inclusão (favorito)
The Mole Agent
Professor Polvo
Time (favorito)

Cine News
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS DE CINE NEWS