Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Aulas virtuais de música cresceram durante quarentena

O interesse das pessoas por aprender a tocar instrumentos aumentou durante a pandemia; artistas aproveitam para ter nova fonte de renda

O Liberal

A música foi um dos refúgios mais procurados pelos brasileiros durante a pandemia da Covid-19. Principalmente pela oportunidade de quebrar o silêncio e a solidão da quarentena. A busca por aprender um instrumento em aulas virtuais também cresceu e tem ajudado os artistas a gerarem renda, diminuindo assim os impactos da pausa de shows. Foi o caso da cantora paraense Natália Matos e do guitarrista Hyan Mesquita, que encontraram nas aulas online além da oportunidade, uma nova paixão.

Segundo Natália, a descoberta pela pedagogia musical foi um processo natural. “Na pandemia, eu desenvolvi diversas habilidades, me dediquei ao violão, pintura, todos foram processos bem bacanas. Compus bastante músicas e não pude deixar de me dedicar ao canto, então comecei a estudar muito. Conheci a Joana Mariz, que hoje é uma referência para mim, uma professora de pedagogia vocal de São Paulo. Depois que vi a aula dela, me apaixonei pela didática, pelo âmbito da aprendizagem. Então, comecei a fazer aula com ela e fiquei encantada com o universo que pude ser apresentada”, explicou.

A cantora conta que após fazer aulas com a professora paulista, nasceu a vontade de compartilhar conhecimento com outras pessoas. “A voz é aquele instrumento que a gente não vê e não toca. Através das aulas com a Joana, eu fui entrando nesse universo da aprendizagem. Até que tive vontade de compartilhar esse conhecimento com outras pessoas, que hoje são meus alunos e desde então tem sido uma experiencia maravilhosa. Podemos ajudar o outro a se perceber, a buscar as gamas de técnicas vocais para desenvolver juntos. Tenho um tido um retorno maravilhoso dos meus alunos. Não é algo que eu quero parar agora porque aprendemos muito também ensinando o outro”, destacou.

Natália explica que as aulas online duram em torno de uma hora. “Trabalho várias disciplinas que englobam o canto, o vocal, a expressão corporal. Cada aluno tem sido uma forma diferente de ensinar e aprender. A música ajuda as pessoas a encontrarem uma forma de subjetivação na vida. É novo olhar amplo sobre o mundo”, destaca a cantora, que realizou na quinta-feira sua volta aos palcos ao lado do músico Manoel Cordeiro, no Rio de Janeiro.

Já o guitarrista Hyan Mesquita transitou das orquestras dos navios de cruzeiro para o mundo das aulas online. “Em 2015 comecei a trabalhar com navios de cruzeiro, trabalhava na orquestra do navio onde era realizado vários espetáculos musicais. Eu viajava o mundo realizando esse trabalho. Porém quando começamos a ouvir sobre o coronavírus, o desespero tomou conta e tivemos que parar as viagens”, contou.

A partir da pausa obrigatória, o músico começou a pensar novas alternativas de renda. “Tive a ideia de trabalhar com aulas particulares online, através das plataformas de videoconferência. Mas sempre pensando em um curso mais completo. Isso tudo acabou virando minha fonte de renda principal, com a parada dos cruzeiros internacionais, além dos shows. Então foi uma excelente alternativa para que eu não ficasse sem renda”, destacou.

Hyan explica que viu na criação de um curso online completo, uma nova ferramenta acessível para os alunos. “Com o curso completo, o aluno paga um preço mais simbólico comparado ao que ele iria pagar por aulas particulares. São as mesmas aulas que ele iria assistir presencialmente”, detalhou. Para o músico, a arte faz parte da vida de todo ser humano. “É difícil você encontrar alguém que não goste de música. A musicalidade tem um valor muito grande para o ser humano. A aprendizagem de um instrumento vai além da melodia, trabalha concentração, criatividade, fora que nesse período de lockdown o instrumento acaba sendo um grande amigo”, concluiu.

 

 

Palavras-chave

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA