Ricardo Tomaz

Oratória e Comunicação Eficaz

Formação em Gestão de Recursos Humanos e Comunicação Social. Ator há 17 anos, palestrante, instrutor corporativo, mestre de cerimônias e Terapeuta holístico vibracional. Atua no ambiente corporativo utilizando ferramentas, como a Arte, que facilitam a aprendizagem, a criatividade, a comunicação e impulsionam equipes.

Fofoca: reflexões sob o olhar da Comunicação Eficaz

Ricardo Tomaz

A fofoca é um assunto polêmico e que causa bastante reflexão. Esta vilã está presente em diferentes momentos, situações e relações, muitas vezes oculto ou por vezes bem revelado. A pergunta que surge é “quem nunca participou?”, um momento para reflexão, mas não estamos aqui para promover julgamentos, e sim para analisar causas e efeitos deste fenômeno tão comum em grupos e organizações. Ela surge de uma necessidade de comunicação que não é suprida com objetividade e integridade.

Fofoca significa “disse me disse, mexerico, afirmações não baseadas em fatos concretos”, segundo alguns dicionários. Podemos citar o autor Sam Chapman, que em seu livro “A Empresa Livre de Fofoca”, dá o conceito a este fenômeno da comunicação como “...a troca de informação negativa entre duas ou mais pessoas sobre alguém que não está presente. Então, a menos que seu comentário seja elogioso, é melhor evitar. É muito simples: se for negativo, é fofoca”.

O enfoque deste assunto será sempre sob o olhar da Comunicação Eficaz e podemos explicar nos próximos artigos suas características em grupos sociais e nas organizações. Para iniciar esta análise vamos falar sobre um dos axiomas da comunicação, segundo o Professor Guillermo Ballenato Prieto, que diz que “a natureza de uma relação depende de como os comunicadores pontuam a sequencia de comunicação”, ou seja, a forma como a mensagem está sendo passada entre os interlocutores, a se destacar alguns pontos relevantes, como: inflexões, intensidade, a linguagem não-verbal (expressão corporal) e todo o conjunto de emoções inseridas na mensagem. 

Cada ser humano coloca sua personalidade e estado momentâneo nas palavras conforme a situação resultando em perspectivas e explicações diferentes para cada receptor envolvido. Porém é de relevância lembrar que a comunicação não é um fato isolado e recebe muita influencia de comunicações anteriores estabelecidas pelos interlocutores.

 De qualquer forma para se determinar como “Fofoca” a mensagem precisa ter alguns aspectos negativos: 

1 – Apresentar fatos sem provas ou testemunhas concretas do que se viu ou do que foi dito por outrem.
2 – Inflexões que podem gerar interpretações erradas.
3 – A falta de coerência também pode influenciar na estrutura real dos fatos.
4 – Suposições, neste caso, são hipóteses ou especulações a respeito de uma informação ou fato.
5 – o excesso de curiosidade.

A mensagem, neste formato de Fofoca, tem um sentido e conforme for seguindo o seu caminho vai sofrendo modificações, pois cada ser humano tem seus aspectos individuais, comportamentais, que geram influencia no repasse da mensagem. Durante este caminho do meio para o final toda estrutura poderá ser modificada e os fatos tomam rumos diversos, isto causa reflexos bem significantes nas relações entre as pessoas de um grupo ou equipe de trabalho, portanto todo cuidado é pouco.

A comunicação necessita de direcionamento, e como primeira ferramenta a ser tomada a Escuta é de suma importância, pois ouvir com atenção representa metade de todo o sucesso. Logo em seguida a Ética em passar a mensagem na sua forma real, bem como o uso da empatia, pois deste conceito tiramos todo e qualquer processo de julgamento ou especulação a respeito da verdade.

As relações duradouras e verdadeiras são baseadas na verdade, na integridade, na comunicação conscienciosa e na humanização. Livre-se de ambientes tóxicos que atrasam o crescimento na busca pelo conhecimento e sucesso.

Ricardo Tomaz
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS