CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Uma Copa com 7,7 jogos a mais só em acréscimos

Carlos Ferreira
fonte

Esta Copa se distingue pelos acréscimos. Em 54 jogos já são 692 minutos, que  significariam 7,7 jogos extras, conforme os dados da 365Scores, plataforma on-line parceira da coluna. A média de 12,8 minutos acrescidos a cada jogo remete a constatações e reflexões.

Depois de tanto exigir o mínimo de 60 minutos de bola rolando, nas diversas competições no mundo todo, a Fifa resolveu fazer no Catar a Copa dos acréscimos. Os árbitros receberam a exigência de compensação verdadeira do tempo perdido em substituições, lesões, análises do VAR...

O outro aspecto é que a maioria dos jogos de futebol, em todo o mundo, tem sido decidida nos últimos 30 minutos, pelo fator resistência física. Nesta Copa, o tempo de acréscimo tem feito toda diferença: 12 gols no extra do segundo tempo, além dos três registrados nos acréscimos do primeiro tempo.

Bicolores vão votar em que ou em quem?

Amanhã, eleições do Paysandu. Bicolores habilitados vão votar em que ou em quem? A pergunta vem da falta de projetos formais,  que os candidatos pudessem debater e o associado escolher. Mais uma vez, a escolha é entre nomes, influência de apoiadores, fofocas e algumas proposições não documentadas, portanto com pouco ou nenhum compromisso. Um processo eleitoral muito pobre para um clube do porte do Paysandu.

Como cobrar do vencedor, ao longo da gestão, se foi necessário formalizar compromissos na campanha? O período eleitoral deveria ser oportunidade para o debate da possibilidade de avanços práticos e conceituais, mas nossos clubes estão longe disso, preferindo o velho vício andar em círculo.

BAIXINHAS

* A eleição presidencial do Paysandu poderia ser simbolizada por uma represa, a ser aberta tão logo as urnas confirmem a reeleição de Maurício Ettinger ou eleição de Felipe Fernandes ou Sérgio Solano.

* Ettinger está eticamente impedido de anunciar contratações, por exemplo. E diz ter um pacote fechado! Fernandes e Solano têm planos de rompimento com os planos do atual presidente. Se Papão 2023 está bem ou mal desenhado, saberemos a partir da noite de amanhã.

* Esta Copa vai ser "divisor de águas" em matéria de acréscimos nas competições de todo o mundo. Muito importante para o país dos malandros, da catimba e da mania de peitar a arbitragem. Imaginem 12 minutos extras num Re-Pa...! Vamos ver acontecer.

* Nos quatro jogos do Brasil foram acrescidos 42 minutos, quase meio jogo. Justamente nos acréscimos o Brasil tomou o gol da derrota para Camarões, 1 x 0.

* Dois paraguaios e um venezuelano no Parazão? Já está confirmado o paraguaio Richard Franco no Remo. Jorge Jimenez, o outro paraguaio, tem negócio fechado com o Paysandu, que poderá ter também o venezuelano Robert Hernadez. Os três são meiocampistas.

* Dos quatro meses de "hiato" do Remo no futebolprofissional, só falta uma semana para a reativação. Na próxima segunda-feira, apresentação dos recém-contratados e representação dos remanescentes, para a pré-temporada. O Paysandu só deve recomeçar depois do Natal, dia 27.

* Gigantes em quadra! Hoje, quinta, sábado, terça e quinta, os cinco Re-Pas do play off do basquete adulto masculino. O Papão pelo tetra e o Leão pelo resgate de um título que conquistou por último em 2017. 

Carlos Ferreira
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA