Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Um ponto a mais para o Leão, agora com 38

Carlos Ferreira

Os dois times fizeram jogo de segurança, evitando maiores riscos. Coritiba melhor no primeiro e o Remo melhor no segundo tempo, com pouca participação dos goleiros. O azulino Thiago, porém, fez defesa decisiva no último ataque do Coritiba. Mas Wilson havia desviado um chute de Gedoz, pouco depois de Lucas Tocantins ter carimbado a trave.

O placar de 0 x 0 traduziu bem o jogo e rendeu ponto importante para ambos nos seus objetivos. O Leão cada vez mais perto da confirmação na próxima Série B e o Coxa muito perto da próxima Série A.

Papão: mais do que nunca, futebol de resultado

A fase é de decisão. Mais do que nunca, o Paysandu investe no futebol de resultado, sem compromisso algum com espetáculo. Afinal, na disputa pelo acesso a consistência na marcação é fundamental. O time bicolor foi assim em Criciúma com bom serviço defensivo. Na segunda-feira, em Belém, terá que repetir a bravura, mas numa imposição ofensiva, contra o Botafogo da Paraíba.

Nos seus quatro últimos jogos nesta Série C, o Paysandu causou os mais diferentes sentimentos na torcida: desespero na derrota por 5 x 1 para o Ferroviário, resgate da honra na vitória sobre o Altos (3 x 2) no Piauí, confiança na boa atuação e vitória sobre o Manaus (2 x 0) e confirmação de credenciais para o acesso no empate (0 x 0) com o Criciúma, em Santa Catarina. Valeu como aquecimento de turbinas! Agora, é vencer o Botafogo/PB e iniciar a decolagem rumo à Série B.

BAIXINHAS

* Geralmente apagado, ontem até que Felipe Gedoz procurou chamar o jogo para si. Quem mais um vez ficou devendo foi Lucas Siqueira. Outra atuação abaixo da média foi do lateral Raimar. Keven saiu-se bem na dupla com Marlon, e na sexta-feira fará dupla com Jansen, contra o Vila Nova, já que Marlon vsi cumprir suspensão.

* Do atual time do Paysandu, somente Perema, Diego Matos, Marlon e Jonnathan já tiveram a experiência de jogar sob incentivo e cobranças da torcida no estádio. Contudo, é um time cheio de jogadores que já defenderam times de massa e que devem responder bem à interação presencial com a Fiel.

* Zagueiro Suéliton, que trocou o Remo pelo ABC (Série D) é titular do time potiguar desde a chegada e vai à decisão do acesso à Série C. Está com moral no novo clube. No Remo não deu certo, mas saiu na hora certa. O Leão contratou Edu, mas achou solução em Marlon.

* Cinco jogadores ainda não estrearam pela dupla Re-Pa: o goleiro Rodrigo Josviski, o zagueiro Edu e o atacante Neto Pessoa no Leão, o goleiro Elias e o lateral Alan Cardoso no Papão. Saíram sem estrear os laterais bicolores Júnior e Jeferson.
É intrigante a questão de Neto Pessoa no Remo, até agora preterido por Felipe Conceição.

* Eliminado da Série D, o Paragominas teve o fechamento de temporada e devolveu os holofotes para o Castanhal, que vai representar o interior do Pará na Copa Verde. Japiim contra o Fast no Amazonas, jogo único, dia 13. Vencedor vai enfrentar o São Raimundo/RR, novamente em jogo único.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA