Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Sono, agora, nem pensar!

Carlos Ferreira

Faltando um mês para as estreias do Remo na Série B, contra o CRB, e do Pausandu na Série C, contra o Tombense, os dois rivais paraenses serão testados a cada "decisão" na reta final do Parazão. Sim! Afinal, "mata mata" não permite sonolência, desatenção, autossuficiência... O Leão já encara o Águia neste sábado em Marabá, duas semanas depois de ter sido pálido diante do mesmo adversário, no mesmo local.

Sono, agora, nem pensar! O Águia tem flagrantes limitações, mas vai ser muito aceso e valente amanhã, tal como o Bragantino contra o Paysandu, Itupiranga e Tuna, Castanhal e Independente nos três jogos de domingo. O campeonato paraense entra numa nova dimensão!

A redenção do goleiro menos vazado

Em 2011, na decisão Paysandu x Independente, o goleiro Dida, do time de Tucuruí, foi colocado sob suspeita e barrado da finalíssima, quando o Galo Elétrico levou o título estadual. Dida caiu de cotação no mercado local e precisou buscar emprego no nordeste.  Uma década depois, no Itupiranga, ele é o goleiro menos vazado na fase de grupos do Parazão. Teve grandes atuações e tomou apenas cinco gols em oito jogos.

Dida está com 33 anos. Nos últimos três, esteve no Guarany de Sobral/CE, Floresta/CE e Parnayba/PI. O Itupiranga o resgatou para o futebol do Pará e está dando a ele a oportunidade de se redimir e levantar o moral.

BAIXINHAS

* Em 2017, o goiano Ratinho teve passagem discreta pelo Paragominas. Depois de rodagem pelo interior de Goiás e pelo próprio Goiás, Ratinho (24 anps) está sendo muito útil ao Paysandu. Em nove jogos com a camisa bicolor,  fez um gol, na estreia, contra o Jacaré, na Arena Verde.

* Ciente de que estava abaixo do potencial, o goleiro azulino Vinícius faz questão de lembrar o impacto da Covid e que só agora está recuperando a sua plenitude técnica. 

* Vinícius já ouvia questionamentos pelas adaptações de horário e condições de treinamento na conciliação das atividades de atleta e de vereador. Amanhã ele vai completar 150 jogos pelo Leão.

* Chiquinho, 31 anos, meia do Santa Cruz, um nome provável no Paysandu na Série C. Ele foi um lateral esquerdo de sucesso na Ponte Preta, no Santos e no Fluminense. Em 2018, no São Caetano, virou meia. Ano passado foi atleta de Itamar Shulle no Santa Cruz.

* Rebaixamento à Segundinha deve reforçar no Carajás a decisão de vender o seu Centro de Treinamentos ao Remo. Ontem o presidente Fábio Bentes e outros azulinos estiveram no local. Bentes diz ter outros três locais para a escolha e que só vai resolver em junho. Mas temos informação de que o negócio  está fechado.

* Se há mesmo um protocolo sanitário da FPF para este campeonato estadual, cabe uma repreensão ao técnico Vando Costa, do Itupiranga, por ter dado entrevistas sem mascara ao final do jogo contra o Independente, quarta-feira. Péssimo exemplo!

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA