Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Remo ganha incentivo a mais na competição entre os próprios atletas

Carlos Ferreira

Fomento à competição interna no Leão

De todos os contratados do Remo, somente o lateral esquerdo Vitor Luiz ainda não jogou. Ele voltou da Bulgária e já só chegou depois da pré-temporada. Ao todo, 26 atletas jogaram os três amistosos preparatórios. Mesmo dentro do campeonato, o técnico João Nasser Neto mantém a rotatividade, por opção ou por circunstâncias. No sábado, em Tucuruí, contra o Independente, lesões, desgaste e até uma perda vão determinar mudanças em todos os setores da equipe. Serão poupados Mimica, Jansen, Robson, Thiago Felix, Henrique e Samuel. O paraguaio Echeverría vai estrear herdando a posição de Wallacer, que resolveu se transferir para o Persipura da Indonésia.

No planejamento de João Nasser Neto, essa é a fase do fomento ao “ambiente competitivo”, na concorrência acirrada por espaço no time. Mas é também a hora de definir a base titular e dar consistência ao time, já com a justiça feita nas oportunidades. Assim, Netão ganha o grupo e consolida a sua liderança. Só precisa que o time melhore o rendimento para  consolidar também a sua própria titularidade no comando do Leão.  

     

Segue o irritante “lenga lenga” dos estádios

O Estatuto do Torcedor completa 16 anos em maio. Uma das funções dessa lei é forçar clubes, prefeituras e estados a manterem os estádios de futebol em condições dignas para o público, sobretudo em matéria de segurança. No entanto, o Pará segue no “lenga lenga” dos laudos a cada começo de temporada, por inegável irresponsabilidade. A exceção é o Paysandu, que tem sido cumpridor das suas obrigações na Curuzu.

Como se não bastasse o Mangueirão ainda ter pendências para oferecer 35 mil lugares no Re-Pa, o Modelão ainda é uma incerteza para o jogo de domingo entre Castanhal x Paysandu. E assim o nosso futebol vai provocando propaganda negativa de si mesmo.

 

BAIXINHAS

* Explorada a origem do nome do Paysandu (alusão à cidade uruguaia onde a Marinha Brasileira foi vitoriosa em 1865), seria oportuno agora o clube buscar uma relação com a cidade do país vizinho. Caberia, por exemplo, um convite ao prefeito Bertil Bentos para assistir o Re-Pa. Uma forma de o Papão resgatar uma página fundamental da sua própria história. É uma sugestão!

* Se em 2018 o artilheiro do Parazão foi um volante do interior (Dedeco, do Castanhal), com oito gols, este ano o Parazão já começa com o zagueiro Gabriel Gonçalves, do Bragantino, se destacando como artilheiro, com os três gols que fez na vitória sobre o Bragantino. Ele tem 26 anos, é paraense, fruto da base do Remo, com passagens pelo River/PI, Jacobina/BA e Volta Redonda/RJ.

* Recuperação do lateral Bruno Oliveira e do goleiro Mota diminui o volume de problemas do Paysandu para o jogo contra o Castanhal. Outro recuperado é o atacante Paulo Rangel. O meia Thiago Primão, que poderia estrear, ainda não estará em condições de jogo. Perema subindo de cotação e ganhando espaço na zaga. 

* Com seis jogadores poupados, além da saída de Wallacer, eis a provável escalação do Remo para enfrentar o Independente: Vinícius; Geovane (ou Djalma), Vacaria, Keven, Ronael; Welton, Dedeco, Echeverría; Gustavo, David Batista, Alex Sandro. O banco vai ter o lateral Vitor Luiz, que ainda não estreou e o atacante Emerson Carioca, legalizado esta semana.

* Os três representantes de Santarém já fizeram nove jogos e conquistaram apenas quatro pontos (três do Tapajós e um do São Raimundo). O futebol santareno começou em alta, pela tripla representatividade, mas acumula fracassos. O Tapajós deixou boa impressão diante do Remo. Mostrou potencial! São Francisco e São Raimundo são os “lanternas” do campeonato.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!