Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Remo, agora o sonho é com R$ 2,7 milhões

Carlos Ferreira

Na próxima fase da Copa do Brasil, em junho, o Remo, que já faturou R$ 1.235.000,00, vai disputar cota de R$ 2,7 milhões, em jogos de ida e volta, com direito a VAR. O adversário vai ser definido por sorteio, e será clube da elite. É que o sorteio será dirigido para 16 confrontos ("mata mata") entre os melhores do ranking da CBF e os outros, dos 32. O Remo é do pote dos "outros".

Como a terceira fase está prevista para junho, o Leão Azul terá na Copa do Brasil os reforços que está contratando para a reta final do Parazão e para a Série B. Serão, necessariamente, jogadores com características correspondentes ao modelo de jogo da equipe, a serem introduzidos por Paulo Bonamigo gradativamente.

Duas leituras sobre o Papão

Torcedores, em geral, só querem saber dos resultados, seja qual for a conjuntura. Mas, numa leitura racional, quem cumpre a obrigação de enxergar o processo da construção de um time, não pode negar as largas possibilidades de esse time bicolor engrenar. Questão de tempo e de trabalho. Potencial existe!

O desempenho contra o CRB teve as falhas e as limitações normais para um time em processo de montagem, que treina há menos de três meses, sendo que um terço chegou depois da pré-temporada, à conta gotas. É injusto e desinteligente algumas vozes cobrarem demissões. O time de Itamar Shulle pode dar certo sim, mas não sem sofrimento, sem esforço, sem compreensão, sem cumplicidade e sem paciência.

BAIXINHAS

* Presente em 30 edições, o Remo vai fazer  na próxima fase o seu centésimo jogo na Copa do Brasil. Nos 98 jogos que já disputou, tem 36 vitórias, 27 empates, 35 derrotas. Belterra é recordista com 31 jogos, e Edil o principal artilheiro, com sete gols.

* Pelo fato de o sorteio ser dirigido, na definição dos próximos confrontos da Copa do Brasil, o adversário dos Remo deverá ser um dos seguintes: Inter, Grêmio, Atlético/MG,
Flamengo, Fluminense, São Paulo, Palmeiras, Corinthians, Santos, Chapecoense, Ceará, Fortaleza, Bahia, Vitória, Coritiba, Athletico/PR

* Papão favorito, mas apreensivo para o jogo de sábado, 10 horas, contra o Tapajós, no Outeiro. Pressionado pelas derrotas para Remo e CRB, o Papão precisa vencer e convencer para levantar o moral. Tapajós no impulso da estreia do técnico Artur Oliveira.

* Jogadores da dupla Re-Pa que já vestiram a camisa da seleção brasileira: Bruno Paulista (panamericana), Bruno Collaço (sub 17) e Felipe Gedoz (novos). E o executivo azulino Thiago Alves era a executivo da seleção campeã olímpica, no Rio, em 2016.

* Choro de Felipe Gedoz ao final do jogo em Maceió expressou sentimentos de glória particular e gratidão. Se tornar xodó da torcida azulina deve mesmo ser algo grandioso para quem viveu o ostracismo no Nacional do Uruguai e foi reabilitado. Gedoz tem bom currículo, tem talento e apenas 27 anos.

* Pela classificação atual, os confrontos de "mata mata" na segunda fase do Parazão, em maio, seriam: Remo x Bragantino, Independente x Águia, Paysandu x Tuna, Castanhal x Itupiranga. Mas ainda faltam três rodadas e o jogo atrasado Paysandu x Tuna para a definição definitiva. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA