Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Re-Pa deixou mensagem para azulinos e bicolores

Carlos Ferreira

O Remo provou, de uma vez por todas, que está em franca evolução técnico-tática. E as vitórias sobre Manaus e Paysandu deram a confiança que o time ainda não havia conquistado este ano. Bonamigo está encaixando as novas peças e botando o time azulino nos trilhos. O Papão perdeu o clássico, mas reafirmou o seu potencial ofensivo. Marcou dois gols e fez de Vinícius um herói no jogo. Falta ao time bicolor recuperar a consistência defensiva.

A mensagem do Re-Pa no desempenho das duas equipes foi animador. Claro que mais para os remistas, pela clara ascensão do time, a ser testada no sábado conta o Jacuipense. Os bicolores estão com o emocional à prova, para reação em Recife, domingo, diante do Santa Cruz.

.Qual é o tempo certo para os frutos da base?

Nossos atletas de base pagam pela insuficiência de jogos, de intercâmbio e até treinos, principalmente de treinos físicos. Ao subirem, precisam de longo estágio no elenco profissional para correção da defasagem. Passa por aí a explicação da "minutagem" a que se referem os técnicos quando falam do tempo certo desses jovens atletas.

Paulo Bonamigo, por exemplo, ao falar de Wállace às vésperas do Re-Pa, descartou lançá-lo no início do clássico por insuficiência de minutagem. É que o atleta ainda não está fisiologicamente pronto para jogar 90 minutos em alta intensidade. Forçar, antes que esteja pronto, é expor o garoto a lesões ou queda de rendimento.

BAIXINHAS

* Gol de Wállace no Re-Pa foi o de número 8.700 em 4.402 jogos na história do Remo, garante o mestre de estatísticas Orlando Ruffeil. O sucesso de Wállace e Hélio, e a chegada de Eron e de João Diogo, devem acender o alerta para Tcharlles sobre titularidade. Gustavo Ermel deve ir para o fim da fila.

* Tony, do Papão, 31 anos, é um pernambucano que, como profissional, teve apenas uma passagem pelo futebol de Pernambuco, no Santa Cruz (16 jogos e 2 gols), em 2014. Fruto do CRB, ele chegou a passar pelo sub 20 do Sport, antes do primeiro contrato no Juventus/SP. O Paysandu é o 15° clube dele.

* Gol de Marlon foi o quarto dele em Re-Pa. Em 2010 e 2011 ele fez um de falta, um em chute cruzado e um olímpico. Ao todo, Marlon já tinha 15 gols pelo Leão, 10 somente em 2010, sua melhor temporada no futebol paraense.

* Repórter Agripino Furtado lembra que hoje  completa 27 anos o último Re-Pa pela Série A do Campeonato Brasileiro: 1 × 1, com gols de Giovanni para o Leão Azul e Marcos Roberto para o Papão.

* Se não ocorrer nenhuma perda na semana, o Papão terá força no domingo, em Recife, contra o Santa Cruz. Micael e Uchôa aptos para voltar. Juninho, que teria recebido o terceiro cartão amarelo, teve a confirmação de que continua com dois.

* Marcelo Martelote (Santa Cruz) e Paulo Bonamigo (Remo), tecnicos que voltaram recentemente aos clubes onde são nomes gloriosos, e já estão na liderança e terceira colocação, respectivamente, na Série C.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA