Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Promessas de um Leão diferente, hoje

Carlos Ferreira

Um time que tomou gols em todos os últimos 10 jogos e que tem sido muito oscilante nesta Série C não poderia escapar de veementes cobranças. Foi o que aconteceu durante a semana conturbada do Remo, na preparação para o jogo de hoje, contra o Floresta. Promessas foram feitas à diretoria de um Leão diferente, não só na escalação como na postura. Vejamos!

O Floresta também está numa fase de instabilidade, até pelo desgaste de quem disputa a Série C e a 2a divisão cearense ao mesmo tempo. Esse é mais um motivo para que a prometida nova postura do Remo seja de mais imposição, ditando o ritmo e a história do jogo. É uma noite de domingo para o Leão fazer acontecer....a vitória.

Laterais, as principais armas do Papão

Como abrir a defesa menos vazada do campeonato? É muito significativo o fato de o Manaus ter tomado apenas três gols em sete rodadas da Série C. Mas se o time amazonense é tão sólido no sistema defensivo, os números mostram um Paysandu poderoso no ataque, com média dr dois gols por jogo. Como mandante, o time bicolor eleva essa média para três gols por jogo.

Uma grande uma do Papão é o jogo pelas laterais do campo, principalmente nas subidas de Leandro Silva ou Igor Carvalho pela direita e de Patrick Brey pela esquerda. Mais do que nunca, as jogadas pelos lados deverão ser decisivas, com a sempre intensa movimentação de Serginho, José Aldo e Robinho ou Marcelinho, já que Marlon está suspenso.

BAIXINHAS

* Tanto o Manaus como o Floresta fizeram apenas cinco gols na Série C. São times com claras limitações de ataque. Os 12 pontos do Manaus e os 10 do Floresta se devem mais aos méritos nas ações de defesa. No time cearense o santareno Perema é a maior referência da defesa.

* Na defesa do Remo é muito bem vinda a volta de Daniel Felipe, o zagueiro de melhor rendimento ao lado de Marlon. Capixaba, 30 anos, 1,87m., Daniel Felipe veio para o Leão tirado do Botafogo da Paraíba.

* Colocar o Manaus na elite é uma obstinação de autoridades e do povo amazonense, como forma de dar sentido à Arena da Amazônia, cuja manutenção está em torno de R$ 1 milhão por mês. É o que já aconteceu com a Arena Pantanal (custo de meio milhão por mês) no Mato Grosso, graças ao sucesso do Cuiabá, na Série A desde o ano passado.

* Com Leonan suspenso, Renan Castro vai ter contra o Floresta a oportunidade ideal para justificar a insistência do Remo em contratá-lo. Ele está emprestado pelo Joinville. O carioca Renan Castro, 26 anos, já entrou em cinco jogos do Leão, e pela primeira vez vai jogar desde o início.

* Thiago Coelho, Genilson, Patrick Brey, Leandro Silva e Alessandro Vinicius. Cinco jogadores do Paysandu pendurados nos cartões amarelos. Cumprem suspensão amanhã o volante Mikael, o atacante Marlon (3° amsrelo) e o auxiliar técnico Marcinho (cartão vermelho).

* Contagem Regressiva. Faltam quatro meses para a reabertura do Mangueirão, transformado em arena, com 51 mil lugares. A data programada é 28 de setembro. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA