Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Perema vai ao reencontro de seu 'anjo' em Cuiabá

Carlos Ferreira

Perema vai reencontrar seu "anjo" em Cuiabá

Não seria exagero dizer que Perema, 27 anos, deve muito do seu sucesso no Paysandu ao atual técnico do Cuiabá, Marcelo Chamusca. Em 2017, quando chegou ao Papão, vindo do São Francisco de Santarém, Perema teve grande dificuldade para assimilar os novos trabalhos. O atleta pensou em desistir do futebol, mas ouviu os conselhos de Augusto Recife e teve a paciência de Chamusca. Perema só sabia marcar "homem a homem". Em treinos exclusivos, Chamusca o ensinou a marcar por zona e o fez desenvolver tecnicamente. É o "anjo" do zagueiro bicolor!

Na quinta-feira, na Arena Pantanal, Perema e Marcelo Chamusca vão se reencontrar como adversários na decisão da Copa Verde.

 

Que importância tem o executivo de futebol?

À medida que o futebol foi mercantilizado, a gestão foi se tornando mais complexa, com múltiplas obrigações que os antigos diretores passaram a não dar conta no curto tempo disponível. Surgiu a necessidade do gestor profissional, o executivo de futebol, enxergado por muitos como mero contratante. As atribuições, porém, vão muito além.

Cabe ao executivo profissional organizar, coordenar e supervisionar todas as atividades do futebol na base e no profissional. Ele trata de questões comerciais, relatórios e avaliações, orçamento, medidas disciplinares, calendário de eventos, política de comunicação, prospecção de profissionais no mercado, prospecção de negócios em geral... Por tudo isso, ou acerto ou erro na contratação do executivo é determinante para o sucesso ou fracasso de um clube na temporada.

 

BAIXINHAS

* A partir de 2020 a CBF vai exigir que cada clube da Série C tenha o seu executivo de futebol, devidamente habilitado, tal como já ocorre nas Séries A e B. A habilitação se dá com cursos oferecidos pela própria CBF.

* Executivos com passagem pela dupla Re-Pa desde 2007: Sérgio Papelim (no Leão e depois no Papão, Oscar Yamato, Alexandre Faria, Alex Brasil, André Mazzuco e Felipe Albuquerque no Papão, Fred Gomes, Zé Renato, Ari Barros, Luciano Mancha e Carlos Kila no Leão, além de dois nomes regionais: Gian Dantas no Remo e Vandick Lima no Paysandu, que duraram pouco no cargo.

* De todos os atletas que vão entrar em campo na decisão da Copa Verde, pelo Paysandu e pelo Cuiabá, somente Perema já tem esse título. Foi campeão ano passado, pelo Papão, contra o Atlético Itapemirim, e vai fazer na quinta-feira o seu 97º jogo oficial com a camisa bicolor.

* Técnico Rafael Jacques deve ser anunciado amanhã pelo Remo. Gaúcho, 44 anos, ele é tido como técnico-revelação do futebol gaúcho, pelo que mostrou nas últimas temporadas na base e no profissional do São José. Na Série C ele teve dois empates com o Papão, uma vitória e uma derrota para o Leão. Também devem ser anunciados dois os três jogadores solicitados por Rafael Jacques.

* Cuiabá joga amanhã contra o América Mineiro, na Arena Pantanal. Depois, vira a chave da Série B para a Copa Verde, focando no Paysandu.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS