Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Paysandu tem um olho no tapetão da Série C e outro no Tubarão da Copa Verde

Carlos Ferreira

Papão, um olho no tapetão e outro no Tubarão

Na Copa Verde, hoje é dia de jogo importante contra o Bragantino. No que resta de Série C, a luta jurídica pela anulação do jogo contra o Náutico. É o Papão com um olho no tapetão e o outro no Tubarão, tendo que administrar as atenções.

Passar pelo Bragantino pode não significar tanto, mas ser eliminado da Copa Verde seria um agravante a todo o impacto da eliminação traumática na Série C. Por isso, embora não seja simples, é muito importante focar no Tubarão, deixando de lado as incertezas do tapetão.

A batalha jurídica, no STJD, vai valer no mínimo para firmar posição contra o erro do árbitro Leandro Vuaden e consequências desastrosas para o clube bicolor. Vai valer, mesmo que seja só pela dignidade.

 

Artilheiro do Leão está barrado?

A julgar pelos treinos, o Remo joga domingo com Vinícius; Cesinha, Marcão (ou Mimica), Fredson, Ronael; Yuri, Ramires, Eduardo Ramos, Garré; Wesley e Neto Baiano. Se for confirmada essa escalação, estará barrado o artilheiro azulino na temporada: Gustavo Ramos, autor de dois gols no Parazão, dois na Série C e um na Copa Verde.

Jogador muito aplicado nas funções táticas, Gustavo Ramos tem seus altos e baixos, mas sempre foi peça importante. É assim será no domingo mesmo como opção, no banco. Eudes Pedro deve estar considerando a necessidade de ter Garré como segundo meia e vendo mais objetividade em Wesley como parceiro de Neto Baiano no ataque. Se bem que o técnico azulino ainda está fazendo avaliações e tem tempo para mudar de ideia.

 

BAIXINHAS

* Se na Série C a dupla Re-Pa é insuperável nas médias de público (Leão 16.122, Papão 11.555 pagantes por jogo), no ranking geral da temporada, de todas as competições, o Remo é o 16° com 14.068 e o Paysandu 19° com 10.606. O Leão supera seis clubes da Série A e 19 da Série B. A dupla Re-Pa ainda a Copa Verde vai avançar no ranking de público.

* Invencibilidade no Paysandu em 17 jogos da "era" Hélio dos Anjos está à prova, hoje, diante do sempre atrevido Bragantino, que está disposto a tudo para chegar à semifinal da CV. O jogo desafia os bicolores à recuperação emocional, apenas três dias depois da dolorosa jornada dos Aflitos.

* Cesinha, 25 anos, terá domingo o seu primeiro contato com a torcida do Remo. Ele chegou com a experiência de quem fez 28 jogos pelo Santa Cruz, este ano, sob a mesma pressão que encontra no Leão Azul. Atacante Hygor Felippe, 21 anos, deve entrar no meio do jogo como estreante.

* Profissionais que saíram de Belém dispensados pela dupla Re-Pa e agora festejam o acesso que os rivais paraenses não conseguiram: Brigatti (Sampaio Corrêa), Dal Pozzo e William Simões (Náutico), Renan Gorne (Confiança), Marquinhos Santos e Ari Barros (Juventude). Eles e outros, como Ricardo Capanema, muito útil ao Sampaio depois de ser ignorado por azulinos e bicolores.

* Perema e Tomas Bastos fora do jogo de hoje. Nícolas é dúvida. Mas Léo Baiano reaparece no time bicolor. O Bragantino investe na velocidade de Bilau e Mauro Ajuruteua para os contra-ataques.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!