Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Paysandu é o bam, bam, bam das marcas na Copa Verde

Carlos Ferreira

Papão tem quase todos os recordes na Copa Verde

Com 44 jogos, 25 vitórias, 12 empates e 7 derrotas, 87 pontos (66% de aproveitamento), 88 gols marcados e 37 tomados, o Paysandu tem quase todos os recordes positivos da história da Copa Verde, inclusive os dois títulos de campeão. O Cuiabá, também presente nas seis edições, tem 28 jogos, 12 vitórias, 7 empates, 9 derrotas (51% de aproveitamento), 36 gols marcados, 25 tomados e um título de campeão.

A trajetória gloriosa dá ao Paysandu uma autoridade que não entra em campo, mas tem peso moral. Passado praticamente um mês da longa espera, o Papão se vê a duas semanas da decisão. Até lá, quatro jogos da Série B para o adversário, só treinos e amistosos para os bicolores.

 

Remo deve ter oito ou nove frutos da base no elenco em 2020

Goleiro Vitor, laterais Rony (se não for desvinculado pela Justiça) e Felipe, zagueiro Anderson Pipoca, volante Varlei, meias Wenderson e Thiago Albuquerque, e o atacante Wallace. Todos são atletas da base pré-selecionados para o elenco profissional do Remo em 2020. Além deles, o volante Pingo, o meia Laílson e o atacante Hélio Borges, que já jogaram algumas partidas no time principal.

Os garotos que estão subindo do sub 20 deverão passar por um programa especial de atividades para fortalecimento muscular neste final de ano. Para isso, está programada uma reunião da direção do futebol com profissionais da Fisiologia. É uma providência fundamental para o êxito desses jovens, facilitada pela ativação da academia de musculação dentro do Baenão.

 

BAIXINHAS

* Remo só atualizou os pagamentos de Rony depois da ação. Decisão da Justiça ficou para o próximo dia 12, agora com maior clareza do risco que o Leão corre de perder o atleta por descumprimento de obrigações trabalhistas. Rony seria o 24° jogador a se desvincular do clube com base na Lei Pelé.

* Artilheiro da atual Copa Verde é Douglas Oliveira, do Luverdense, com cinco gols. Dos finalistas os artilheiros são Caio Henrique no Cuiabá, Léo Baiano (já saiu) e Nícolas no Paysandu, com apenas dois gols. O ex-remista Neto Baiano saiu como vice-artilheiro da competição, com quatro gols.

* Os artilheiros das edições anteriores foram: Lima (Paysandu, 2014) com sete gols, Rafael Luz (Cuiabá, 2015) com oito, Raphael Grampola (Gama, 2016) com seis, Careca (Rondoniense, 2017) com cinco e Cassiano (Paysandu, 2018) com nove.

* Enquanto os companheiros viajaram, de férias, Carlos Alberto e Rafael Tufa permanecem em Belém, sob atenção médica no Remo. Carlos Alberto em tratamento clínico e Tufa em fisioterapia, depois de cirurgia no joelho. Ambos vieram da Portuguesa Santista, em maio.

* Paysandu contra a Tuna no domingo e contra o Sport Belém na quarta-feira são os amistosos para dar ritmo de jogo ao time bicolor. A TV Cultura do Pará/TV Brasil confirmando transmissão dos dois jogos da decisão da Copa Verde para todo o país, dias 14 e 20, ambos às 21 horas.

* Paysandu e Cuiabá ainda não se enfrentaram na Copa Verde. Tiveram quatro confrontos, mas todos foram pela Série C, em 2012 e 2014. Duas vitórias do clube matogrossense (3 x 2 e 2 x 1), uma do clube paraense (2 x 1) e um empate (1 x 1).

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS