Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Paysandu com o foco em contratações de meias e técnico do Remo busca aceitação do torcedor azulino

Carlos Ferreira

Papão terá novo meio de campo

O Paysandu conseguiu manter para 2020 as peças que deram certo na defesa e no ataque. Ainda tenta manter o goleiro Giovanni. Do meio de campo perdeu Léo Baiano (12 jogos e 2 gols), Thomas Bastos (10 jogos e 5 gols), Tiago Primão (29 jogos e 1 gol) e liberou

Wellington Reis (16 jogos e nenhum gol). Como agravante, Uchôa só deve voltar a jogar em abril. Restam Caíque Oliveira, Wyllian, Yure, Alan Calbergue e Tiago Luis.

O clube está contratando e as peças do meio de campo são as principais prioridades. Afinal, das opções que restam, só o garoto Yure parece cotado para começar 2020 como titular, considerando-se as opiniões já manifestadas pelo técnico Hélio dos Anjos.

 

Jaques: uma frase para anular a outra

Na derrota do São José para o Remo (2 x 0), Rafael Jaques insinuou que algo aconteceria contra o clube azulino na Série C. A insinuação foi associada ao empate do Ypiranga no finalzinho do jogo contra o Juventude, que eliminou o Leão. Isso gerou resistência de torcedores quando foi divulgado que Jaques poderia ser contratado. Ao chegar a Belém ele soltou uma frase elaborada para anular a outra: "Eu quase pedi pra tomar um gol, só pra ouvir o barulho daquela torcida". Acabou ouvindo duas vezes! Ele disse isso ao atribuir à torcida azulina o principal atrativo para a sua vinda.

Com uma frase, Jaques anulou os efeitos da outra, e já começou a transformar a resistência em aceitação.

BAIXINHAS

Com a apresentação do elenco marcada para três de janeiro, o Paysandu ganha nas contratações, agora, o tempo que irá faltar na preparação básica do time para a temporada. Por isso que ainda não anunciou nenhuma contratação e só deverá fazê-lo na segunda quinzena deste mês.

Reservas para o ataque estão no pacote de necessidades do Papão. A não ser que o clube  aposte tudo nos meninos Flávio, Aslen Kevin, Bruce e Marco Antônio, todos promovidos da base. Um atacante cogitado é Mateus Anderson, ex-Vila Nova-GO e Cuiabá.

Com a saída de Evandro Gigante, que defendeu o Cametá na Segundinha, o Remo deve contratar outro goleiro, para somar-se a Vinícius, Thiago e ao sub 20 Vitor. A primeira ideia era outro goleiro regional.

Interesse do CSA em Hélio dos Anjos foi manifestado pelo presidente Rafael Tenório, que citou também Enderson Moreira e Rodrigo Santana. Hélio diz que não recebeu qualquer contato. Ele tem contrato assinado com o Papão para a próxima temporada.

Seleção do Ano para Gustavo Pena (globoesporte.com/pa): Mota, Perema, Bruno Collaço, Uchôa, Tomas Bastos, Nicolas e Vinícius Leite do Paysandu; Fredson e Yuri do Remo; lateral direito Daelson do Independente e o meia Lukinha do Bragantino. Tecnico: Hélio dos Anjos, craque: Nicolas, revelação: Lukinha.

Bragantino x Caeté, hoje, 15h30. Começa s decisão do campeonato paraense sub 20, agitando a cidade de Bragança. Uma glória histórica para a cidade!

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS