Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Papão investe alto para ter novo homem-gol

Carlos Ferreira

O Paysandu começou a temporada com Danrlei, Marcelo Toscano e Henan, que já foi embora, como candidatos a homem-gol. Viu a necessidade de uma nova aposta e contratou Pipico. Resposta pífia! Agora o Papão tem Dalberto para estrear e busca no mercado mais um candidato, com investida declarada em Lucão do Break, do Guarani.

Apesar da busca incessante por um goleador, o Paysandu tem um dos artilheiros da Série C (Marlon, sete gols) e a segunda maior artilharia coletiva do campeonato, com 24 gols. A obsessão por um homem-gol, embora já tendo quatro candidatos, pode ser força do hábito. Afinal, grandes artilheiros se sucederam no Paysandu nas duas últimas décadas, como Vandick, Robgol, Bruno Rangel, Lima, Bergson, Cassiano e Nicolas. Daí a pressa pelo sucessor de Nicolas, com sucessivas apostas.

Marlon e sua missão de capitão

Jogador que já se impõe em jogos comuns, o capitão Marlon deverá ser ainda mais importante em João Pessoa, no incendiado jogo contra o Botafogo/PB. Marlon costuma crescer em circunstâncias mais adversas. Domingo o Remo vai precisar muito não só do aguerrimento, mas especialmente da liderança do zagueiro, cobrando, orientando, incentivando os companheiros naquilo que ele é a melhor referência do time: o comprometimento.

Marlon ficou exposto no período de baixa intensidade física do time, foi particularmente prejudicado, mas não perdeu prestígio. Afinal, a torcida reconhece nele um símbolo de garra e obstinação por vitórias.

BAIXINHAS

* Na 9ª posição da Série C, com 21 pontos, o Remo pode subir até quatro ou descer até quatro posições nesta rodada. O Paysandu, vice-líder com 26 pontos, não pode alcançar o líder Mirassol, por estar três pontos abaixo com um jogo a menos. Na pior das hipóteses, pode descer até à quinta posição.

* Considerando resultados das últimas rodadas, São José/RS e Ypiranga/RS mostram-se em linha descendente; Vitória e Volta Redonda ascendentes; Manaus e ABC instáveis. O Remo deu um sinal de reação e precisa confirmar o despertar em João Pessoa.

* Celsinho, 1,83m, é apenas seis centímetros mais altos que Ricardo Luz, mas tem melhor desempenho nas bolas altas e reforça o jogo aéreo defensivo do Remo. Isso será importante para o jogo de pressão que o Botafogo/PB anuncia para domingo.

* Zagueiro Marcão deve ser liberado pelo Paysandu. O atleta já sabe que não há mais interesse no seu futebol e espera pelo chamado para rescisão. Foram 12 jogos, um gol e duas expulsões em situações muito graves.

* No reencontro de ex-jogadores do Paysandu, destaque para Valentim, que brilhou na lateral-direita do time que brilhou no início do século. Continua magrinho e jogando muito, aos 45 anos. Valentim é pecuarista no interior do Ceará, em plena atividade na fazenda.

* Modelão em plenas obras de reforma, em Castanhal, com reabertura prevista para abril ou maio. Em breve, obras devem começar no Navegantão. Melhorias significativas para os dois estádios que deram mais problemas no recente campeonato estadual.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA