Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Papão faz jogo de segurança e se dá bem

Carlos Ferreira

O arrojo que vinha caracterizando o Paysandu na Curuzu deu lugar, ontem, a um time comedido, diante do Manaus. E foi fazendo um jogo de segurança que o Papão venceu o Manaus por 2 x 0, sem sustos, e saltou para a quarta posição na Série C.

Se o Manaus só havia tomado três gols em sete jogos, o time amazonense tomou dois num jogo só em Belém. Mais um crédito para o ataque mais produtivo do campeonato. O Paysandu manteve a média de dois gols por jogo. Agora são 16 em oito jogos. E a vitória  foi tão importante que o Papão não sai do G8 na 9a rodada nem perdendo para o Ferroviário, domingo, em Fortaleza.

Leão: quatro opções onde não havia ninguém

Além de Anderson Paraíba, Jean Patrick e  Erick Flores, agora também Fernandinho, que saiu-se bem na nova função. Quatro  opções para Bonamigo escalar um ou dois meias no próximo jogo do Leão Azul, segunda-feira, contra o Campinense, novamente no Baenão. Para o jogo seguinte, contra o Volta Rendonda, Albano será mais um.

De repente, o cenário está clareando para Paulo Bonamigo com ganho expressivo de qualidade para o serviço de criação da equipe, justo quando está reposicionada no G8. Mas o técnico azulino segue pressionado por melhor desempenho do Leão, por um time mais confiável. Pelo menos, o Remo finalmente conseguiu sair de campo sem ser "vazado", depois de dez jogos seguidos tomando gols. Ainda há muito o que consertar, mas a angústia já dá lugar à esperança.

BAIXINHAS

* Campinense, próximo adversário do Remo, divide com o Manaus as honras de menos vazado da Série C: cinco gols tomados em oito jogos. Jeferson Lima, volante que não emplacou no Remo em 2021, é titular do Campinense.

* Leonan vai voltar pendurado (dois amarelos), mas com a certeza de que está degraus acima do seu concorrente direto. Renan Castro não comprometeu até agora, mas não oferece ao time do Remo os mesmos recursos do titular da lateral esquerda.

* No seu próximo jogo, domingo, contra o Ferroviário, o Paysandu  vai fazer valer o veto da presença do meia Ruy, que está emprestado ao clube Cearense. Vai fazer o mesmo contra o lateral Polegar ao enfrentar o Altos/PI, em Teresina, na 18a rodada, usando cláusula contratual do empréstimo.

* Bateu a insegurança em Paulinho Curuá, que vinha impressionando pelo futebol e pela personalidade. De repente, porém, começou a dar sinais de nervosismo e a cometer erros bobos. Uma perda de confiança sem motivo aparente.

* Menos mal para a Tuna que não há rebaixamento para os piores da Série D, que o clube já tem vaga assegurada na competição para 2023 e que mesmo neste campeonato ainda é possível reagir. A campanha, até agora, é ridícula.

* No Manaus, 27 jogos em 2021. No Botafogo/PB, 15 jogos este ano. Números muito animadores de Anderson Paraíba, 31 anos, que até 2020 não vinha jogando tanto. É um meia que joga com dinamismo, com objetividade e que acirra a concorrência por espaço no time no seu setor. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA