Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Papão: empate frustrante, mas justo

Carlos Ferreira

Time muito espaçado, desconexo, sem construção de jogo, atuação lamentável. O Paysandu só forçou o goleiro Felipe, do Botafogo/PB, a uma única defesa difícil no jogo. O empate em 0 x 0 foi frustrante, mas foi justo pela pobreza de ataque das duas equipes.

A incapacidade do Paysandu diante da boa marcação do Botafogo foi água na fervura dos que começavam a se empolgar. Com dois pontos, o Papão é o terceiro do grupo, abaixo de Criciúma e Ituano, acima do Botafogo/PB. Sábado, Papão em Itu contra o Ituano.

Leão: gordura ainda é acentuada

Vitória (18°), Londrina (17°), Brusque (16°), Operário (14°) perderam na rodada passada, e a Ponte Preta (15ª) empatou. Por isso, a derrota do Remo para o Vila Nova/GO não teve impacto. O Leão Azul segue oito pontos acima da zona do rebaixamento, uma gordura que ainda é acentuada, restando nove rodadas no campeonato.

A 30ª rodada começa hoje, 19 horas, com Sampaio Corrêa x Vitória. No propósito remista da permanência na Série B, ideal é derrota do time baiano. O Cruzeiro, se pontuar contra o Botafogo/RJ, também ultrapassa o Leão. E agora, mais do que nunca, é importante ficar atento à pontuação dos times do bloco debaixo.

Sexta-feira o Leão Azul que cumpra o seu papel, pontuando em Santa Catarina, contra o Brusque, até porque os jogos seguintes serão contra os sempre poderosos Ponte Preta, em Belém; e Cruzeiro, em Belo Horizonte.

BAIXINHAS

* Este colunista foi convidado pela FPF para explicar melhor ao presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, a proposta de tornar a fase norte da Copa Verde uma disputa pelo título de Campeão da Amazônia. Será hoje à noite, na cerimônia de abertura da CV, 8ª edição, em Belém.

* Dentro do formato atual da Copa Verde, o campeão da Amazônia decidiria a CV com o vitorioso da fase centro-oeste. A vantagem é que Remo e Paysandu, maiores rivais da região, poderiam disputar um título, e não apenas uma semifinal. Os dois clubes e a FPF já aprovaram a ideia.

* Júlio César, meia de 17 anos, tratado no Paysandu como uma joia, foi cedido ao Getafe (Espanha). Victor Diniz, 20 anos, outro precioso fruto do Papão, está emprestado ao Cruzeiro, depois de ter passado pelo Palmeiras e pelo Bahia nas mesmas condições.

* Por que essa liberação das melhores revelações? Resposta numa questão de mercado. É o Paysandu apostanto que um desses garotos possa estourar e dar grande resposta financeira. Certo ou errado, é prática comum de clubes sem vitrine apropriada para projetar e valorizar as próprias revelações.

* O Remo fez algo do tipo enquanto esteve nas Séries D e C, mas com venda parcial (70 a 80%) dos direitos econômicos. Assim saíram Ameixa, Amaury, Gabriel Lima e Kevem. Agora, na Série B, usa a própria vitrine para Kevem (o clube ainda é dono de 30%) e Pingo, por exemplo.

* Nas últimas 15 rodadas, derrocada do Brusque nesta Série B: sete derrotas, seis empates e apenas duas vitórias. Como agravante, a perda de três pontos no STJD por um ato de racismo no jogo contra o Londrina. O próximo adversário do Remo está sob forte pressão.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA