Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Papão em tempo de rebuliço

Carlos Ferreira

As bombásticas declarações de Hélio dos Anjos após a vitória sobre o Imperatriz, sábado, foi apenas o estopim. A bomba das discórdias estava pronta para explodir há algum tempo na Curuzu. Explodiu com rebuliço interno na segunda-feira e externo na terça com Hélio dos Anjos se demitindo.

Essa página só será virada se o sucessor de Hélio dos Anjos tiver bons resultados na Série C. Caso contrário, o assunto vai render, como rendeu na demissão de João Brigatti, há um ano e meio. Para o êxito do novo técnico, é importante que o Paysandu resolva mazelas internas e ofereça um ambiente favorável. Ou então, o clube pode tornar-se vítima de si mesmo nesta Série C.

Remo deverá ter núcleo de base na Paraíba

O Leão Azul descobriu por esta coluna a existência do Remo de Campina Grande, origem de jogadores da Seleção Brasileira como Huck e Marcelinho Paraíba. Nada mais lógico que imaginar uma parceria. Os contatos nesse sentido ainda são preliminares, conduzidos pelo diretor Paulo Mota Filho, que esteve na Paraíba. Josemar Firmino, o Josa, do Remo/PB, aguarda decisão do presidente Fábio Bentes.

Se a parceria for confirmada, o Remo/PA fará envio de material esportivo para jogos e treinamentos, e terá prioridade sobre os frutos da escolinha remista de Campina Grande.

BAIXINHAS

* Marcelinho Paraíba, um dos frutos ilustres do Remo/PB, enviou vídeo para a TV Liberal falando da sua origem remista, enaltecendo a escolinha de Campina Grande e transmitindo mensagem de carinho ao Leão Azul de Belém. O vídeo vai ao ar no Bom Dia Pará de hoje.

* Leandro Niehues conduz o Papão como técnico interino, nos preparativos para o dificílimo jogo de Fortaleza, domingo, contra o Ferroviário. Niehues que havia sido demitido por não se alinhar com Hélio dos Anjos, foi recontratado ontem para ser assistente do próximo técnico.

* Quando Brigatti foi demitido, em março de 2019, havia uma questão mal esclarecida com o departamento médico, envolvendo o jogador Micael. Na demissão de Hélio dos Anjos, outro fato com o departamento médico, que havia recomendado a ausência de Nicolas no jogo contra o Imperatriz.

* O atacante pediu para jogar e fez gol, até ser substituído por Elielton. Os desdobramentos disso fizeram a bomba explodir. Fatos assim vão denunciando falta de liderança e de habilidade do controvertido diretor executivo, Felipe Albuquerque, na Curuzu.

* A franca evolução de Carlos Alberto vai coincidindo com a recuperação de Eduardo Ramos, que deve reaparecer no time remista contra o Manaus, na oitava rodada da Série C. Mazola sonha com a dupla Carlos Alberto e Eduardo Ramos em forma, enquanto espera por reforços para o setor ofensivo. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!