Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Papão contra a melhor defesa da Série C

Carlos Ferreira

Com a maior artilharia da Série C (14 gols, médiade dois por jogo), o Paysandu vai enfrentar o time menos vazado do campeonato, o Manaus, que tomou apenas três gols nas sete primeiras rodadas. Se o time amazonense é tão consistente nas ações defensivas, o Papão levará a campo a sua autoridade de mandante. Afinal, 12 dos seus 14 gols foram marcados em dois jogos na Arena Verde (Paragominas) e dois na Curuzu, local do jogo de segunda-feira.

O Papão tem o ataque mais produtivo da Série C, mas com artilharia bem dividida. Marlon tem três gols, Wesley e Serginho dois, Danrley, Mikael, Toscano, Patrick Brey, Henan, Lucas Costa e José Aldo, um.

Os "severinos" de Bonamigo

Marciel tem jogado como volante e "quebrado o galho" como meia, o que deve se repetir domingo contra o Floresta. Mas a função já foi confiada também a Netto, que é atacante, mas já "quebrou o galho" até de lateral direito. Marciel já foi lateral esquerdo antes de vir par o Leão. Os dois, enfim, são os "severinos" de Paulo Bonamigo.

Jogadores ecléticos são sempre mais importantes na visão dos técnicos são só para substituições de emergência, mas também para a variação tática da equipe. Mas é claro que Bonamigo preferiria contar com Albano, que segue sob cuidados médicos, ou com Erick Flores, ainda preso; ou com Jean Patrick, que está suspenso; ou até com Anderson Paraíba, que ainda é esperado no Baenão.

BAIXINHAS

* Adversários com igual pontuação. Remo x Floresta, ambos com 10 pontos. Paysandu x Manaus, empatados com 12 pontos. Castanhal x Tocantinópolis, os dois com 9 pontos. A exceção está no confronto da Tuna (lanterna, 2 pontos) com o Moto Club (líder, 12 pontos).

* Bonamigo optou por Brenner e Vanilson juntos contra o Ypiranga e viu o corredor esquerdo azulino aberto. Por lá o time gaúcho construiu a vitória. Soou estranho. Afinal, Ronald não vira titular por não assimilar a função de marcação na primeira linha. De Vanilson nem caberia esperar tal função.

* É por não suportar o jogo inteiro e muito menos uma sequência de jogos que Danrlei não vira titular do Paysandu. Márcio Fernandes prefere acionar o atleta no meio do jogo, tal como os seus antecessores. Danrley tem força, tem velocidade, mas sofre por déficit de resistência muscular. Só seis dos 32 jogos dele pelo Papão foram integrais.

* O Altos, que já tinha Elielton, ganha outro atacante paraense. Paulo Rangel, 37 anos, ex-Tuna, está se integrando ao elenco do clube piauiense. O Altos já havia levado o lateral direito Polegar, cedido pelo Paysandu.

* Questão da vulnerabilidade do Remo, que tomou gols (14) em todos os últimos 10 jogos (o último do Parazão e todos da Copa do Brasil e Série C), vem sendo muito comentada no Baenão, com cobranças e providências. Cono disse Renan Castro, "a gente não pode achar que isso é normal".

* Paulinho Rabiola, ponta direita do Remo nos anos 70/80, sofre com depressão, depois de ter recebido tratamento médico e superado doenças graves. Agnaldo de Jesus está mobilizando amigos para assistência ao Paulinho.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA