Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

O sinal animador do Cuiabá para o Paysandu e a meta do Remo para março de 2020

Carlos Ferreira

Cuiabá dá sinal animador para o Papão

A derrota em casa para o América Mineiro (2 x 0) não só quebrou a sequência de ótimos resultados do Cuiabá na Série B como deu um sinal animador para o Paysandu, com quem o time matogrossense joga amanhã na decisão da Copa Verde. Como interpretar esse tropeço do Cuiabá?

A primeira interpretação é que o Cuiabá não está tão poderoso quanto parecia. Mas podemos considerar também que houve relaxamento ou efeito de desgaste físico. De qualquer forma, a derrota para o América assanha o time para o duelo com o Papão. Temos as duas possibilidades, uma elevando o ânimo e outra elevando as preocupações dos bicolores. O ideal é conviver com as duas: uma que encoraja e a outra que mantém o estado de alerta, em nome da esperança e da prudência.

 

Meta: Baenão iluminado em março

Encomendados, os refletores do novo sistema de iluminação do Baenão devem chegar no finalzinho do ano. Como o serviço de instalação leva dois meses, o Remo tem como meta a inauguração em março, ainda no campeonato estadual, conforme afirmação do presidente Fábio Bentes.

A obra vem sendo tocada por etapas e avança conforme o suporte financeiro. O clube prepara nova festa, para nove meses depois da reabertura do estádio. O Baenão, que havia virado símbolo do desleixo de sucessivas gestões, agora está simbolizando a reorganização gradativa do clube na atual gestão. É inegável que o Remo está migrando do velho ciclo vicioso, que parecia interminável, para o ciclo virtuoso, muito promissor.

 

BAIXINHAS

* Clubes e Federações têm sinalização da CBF indicando que a Copa Verde 2020 será no primeiro semestre, paralela aos campeonatos estaduais e à Copa do Brasil. Como coincide também com as chuvas e campos encharcados na nossa região, a rotatividade de atletas será inevitável.

* Menos mal que o Parazão está sendo planejado para só ter jogos nos finais de semana. As datas de meio de semana serão consumidas pela Copa Verde e Copa do Brasil ou destinadas a repouso.

* Parazão 2020 deverá ter fórmula bem diferente, com todos contra todos na fase classificatória, em pontos corridos e turno único. Os quatro primeiros fariam as semifinais em cruzamento olímpico: 1° x 4° e 2° x 3°.

* Se o Cuiabá está desfalcado do lateral Paulinho e do volante Jean Patrick, o Papão deve ficar sem Perema para o jogo de amanhã na Arena Pantanal. O zagueiro está lesionado.

* Aparentemente, o Caso Rony está abrindo nova jurisprudência na Lei Pelé, à medida que é acatada a atualização de salários do atleta depois de ajuizada a ação trabalhista. Nova audiência marcada para 10 de dezembro. Até agora, sucessivas vitórias dos advogados do Leão.

* Itupiranga na semifinal da Segundinha, ao eliminar o Pinheirense. O caçula pode estar a 180 minutos da elite regional. Hoje, 15h15, Paraense x Carajás, Cametá x Belém. Amanhã, Izabelense x Parauapebas.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS