Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

O que terá de diferente em 2020 para o futebol paraense?

Carlos Ferreira

Temporada 2020 vem diferente

O campeonato estadual e o campeonato brasileiro vão tornar diferente a temporada 2020, e pode ser o caso também da Copa Verde. Então, o que muda?

O Parazão terá novo formato, a ser votado pelos clubes na próxima semana. A proposta é que na fase classificatória os dez times se enfrentem, somente em jogos de ida, em pontos corridos. Nessa fase já definiriam os acessos à Série D e Copa do Brasil, na classificação dos quatro primeiros à fase semifinal, que teria jogos em ida e volta, tal como a decisão do campeonato. Outra novidade no Parazão 2020 deve ser a obrigatoriedade de um terço de atletas sub 23 entre os relacionados para cada partida.

No campeonato brasileiro, Séries C e D mais longas. Vão se estender até novembro. A Copa Verde deve voltar para o primeiro semestre. A Copa do Brasil ainda tem vagas em aberto, a serem preenchidas pelo ranking da CBF, a ser atualizado em dezembro, e essa é a chance provável de vaga para o Paysandu.

 

Sucesso dos gaúchos no Pará

Depois de Bérgson (28 gols em 47 jogos) e Cassiano (20 gols em 30 jogos), Nicolas confirmou o sucesso dos gaúchos nos últimos três anos em Belém, com 12 gols em 41 jogos. Além dessa tripla artilharia, o Paysandu teve êxito também com Bruno Collaço e Micael nesta temporada.

Para 2020 o Remo adere à busca de soluções no Rio Grande do Sul, de onde está trazendo o técnico Rafael Jaques, que está trazendo outros gaúchos para o Baenão, como é o caso já confirmado do lateral esquerdo Dudu Mandai. Outros três ou quatro atletas devem vir do futebol gaúcho para o Leão.

 

BAIXINHAS

* Grupo da dupla Re-Pa na Série C  terá mesmo Vila Nova-GO, Botafogo-PB, Treze-PB, Ferroviário-CE, Imperatriz-MA, Manaus-AM, Jacuipense-BA, Santa Cruz-PE, além de Remo e Paysandu. Grupo B com Criciúma, Brusque, Londrina, Ituano, São Bento, Ypiranga, São José, Tombense, Boa e
Volta Redonda.

* Técnicos já definidos para o Parazão 2020: Hélio dos Anjos no Paysandu, Rafael Jaques no Remo, Robson Melo no Bragantino, João Galvão no Águia, Artur Oliveira no Castanhal, Rogerinho Gameleira no Paragominas, Jax Cametá no Carajás e Wando Costa no Itupiranga. Só não anunciaram comandante  o Tapajós e o Independente.

* Executivo de futebol do Paysandu, Felipe Albuquerque, chegou a Belém chamando atenção para a sua "quase conquista de acesso" no Vila Nova-GO à Série B. No Paysandu teve duas "quase conquistas": acesso à Série B e titulo da Copa Verde. Isso seria "quase sorte"?

* Decisão em jogo único esquenta o fechamento da Segundinha, neste domingo, 15h15, em Itupiranga, entre o invicto Itupiranga e o aceso Carajás. Árbitro Dewson Freitas, que está deixando o quadro da Fifa, vai ser saudado como figura vip na cidade.

* Artilheiro da Segundinha é Leandro Cearense (Cametá) com sete gols. A não ser que Kaique (Itupiranga) faça quatro hoje e o supere. No Carajás, Jaílson e Ramon têm dois gols cada. Leandro Cearense, que parece estar recuperando o faro, tem namoro com o Castanhal.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM COLUNAS E BLOGS