Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Número de vitórias: Leão e Papão bem armados para desempate

Carlos Ferreira

O Remo (2° com 26 pontos) tem sete vitórias o Paysandu (4° com 22) tem seis nesta Série C. Dos times que lutam para entrar no G4, o Ferroviário (19) tem cinco vitórias, Manaus (20), Jacuipense (18) e Botafogo (18)  quatro.  Como o número de vitórias é o primeiro critério de desempate, e faltam apenas três rodadas nesta fase, Leão e Papão estão muito bem armados nesse quesito.

O Leão Azul tem tudo para não depender dos critérios de desempate para a classificação, mas pode precisar para posicionamento no G4. O Papão só depende dos seus próprios resultados para garantir a classificação, mas está numa disputa acirrada e pode precisar da sua vantagem no número de vitórias.

Que rotina espera por Vinícius na Câmara?

Vinícius e demais vereadores eleitos terão posse no dia primeiro de janeiro, mas as obrigações oficiais somente a partir de primeiro de fevereiro de 2021. Sessões ordinárias às segundas, terças e quartas-feiras, das 9 às 11h45, além das eventuais sessões extraordinárias e especiais,  atendimento à comunidade e consequentes demandas.

Conciliar as obrigações de vereador com as atividades de atleta profissional e manter o seu alto nível técnico é um grande desafio para Vinícius. Porém, como goleiro, terá menos embaraços para treinos em horários exclusivos e alternativos. Nas viagens, deverá obter licença para se ausentar. Enfim, desafio nada simples para o ídolo remista, que pretende priorizar na Câmara a relevante bandeira do esporte como inclusão social.

BAIXINHAS

* Eleito vereador em 1982, Mesquita se desdobrou para conciliar a rotina de jogador (do Paysandu) com as atividades parlamentares. Treinava à parte, às 7 da manhã, e seguia para a CMB. Se licenciava sempre que precisava viajar para jogos. Neves (Remo) passou por isso na década de 70.

* Biro Biro foi eleito vereador de São Paulo como jogador do Corinthians. Caiu de rendimento e no ano seguinte transferiu-se para a Portuguesa. Ao término do mandato, veio para o Remo e foi muito importante na conquista do título paraense de 1993.

* CBF atendeu solicitação do Paysandu e creditou para Wellington Reis, nas estatísticas oficiais, o gol da vitória sobre o Treze (1 x 0) em Campina Grande. É que o árbitro havia creditado na súmula para PH.

* Pelas posições atuais, Remo e Paysandu estariam no mesmo quadrangular, na próxima fase da Série C, com Brusque/SC e Ypiranga/RS. Seria uma quadrangular norte-sul, na decisão do acesso à Série B.

* Atacante piauiense Augusto, 29 anos, chegando do América de Natal para o Remo. Jogador de velocidade, com bons números de gols e de assistências. Vem em plena forma. Fez sete gols em 18 jogos nesta temporada pelo alvirrubro potiguar, depois de três temporadas no Santa Cruz.

* Quarentinha, ídolo do Paysandu, completando hoje 86 anos. 18 anos capitão do time bicolor e 12 vezes campeão paraense, ele é recordista em Re-Pas, com 135 jogos pelos Papão contra o Leão. Parabéns ao craque paraense do século.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA