Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Nova tabela revela um Parazão 2020 de interesses e Mangueirão ganha alcunha de 'campo neutro'

Carlos Ferreira

Parazão: o remendo que resolveu

Finalmente, interesses contemplados e crise resolvida, por mais que restem contestações. Clubes divididos em grupos, mas concorrendo todos entre si na fase classificatória do Parazão, tanto às semifinais como contra o rebaixamento. Não é a fórmula mais justa, mas trata-se de uma solução interessante, com dois Re-Pas e igualdade entre os grandes rivais nas bilheterias.

Com o Mangueirão reconhecido no regulamento como "estádio neutro", clubes do interior festejam a possibilidade de serem mandantes em Belém contra Leão e/ou Papão e salvar as finanças. Enfim, um campeonato para interesses, depois de barbeiragens da FPF, pressão dos clubes e irritação do público. Passad o "terremoto", menos mal que todos estão salvos!

 

Revelar e emprestar, a política do Papão

Lucas Giovani no Uberlândia, Alan Calbergue no Aymoré, Vitinho no Bahia, Leandro Carvalho no Ceará, Rodrigo Andrade no Vitória e agora Wyllian na Aparecidense. Revelar e emprestar atletas virou política do Paysandu nos últimos anos.

No atual elenco, Diego Matos é reserva de Bruno Collaço. Paulo Ricardo, Kerve, Yure, Bruce, Marco Antônio, Flávio e Aslen são os garotos que pedem passagem na Curuzu, com oportunidades prometidas por Hélio dos Anjos. Se alguém vai vingar e construir alguma história no clube, só o tempo vai dizer. Mas a ideia aparente do Paysandu é colocar seus frutos em vitrines mais valiosas, apostando numa possível "bolada", mais cedo ou mais tarde.

 

BAIXINHAS

Nove jogos, três gols, algumas assistências e contribuição efetiva na marcação. Por esse desempenho, o atacante Wesley foi trazido de volta pelo Remo. Se reapresentou ontem. Paulista de Araras, 26 anos, ele só havia jogado no interior de São Paulo e do Paraná, antes de vir para o Leão, no início de agosto.

Sorteio define hoje à tarde os adversários dos quatro times paraenses na próxima Copa do Brasil. Na primeira fase, Bragantino e Independente vão jogar em casa, unicamente pela vitória, enquanto Leão e Papão jogarão pelo empate, mas como visitantes.

Papão deve anunciar contratações no fim de semana. Um dos nomes será o volante Serginho, ex-CRB e Bangu. O clube está em intensas buscas de meias e volantes, as prioridades absolutas.

Seleção do Ano para Ivo Amaral, colunista de O Liberal e comentarista da TV Liberal, tem cinco jogadores do Leão, cinco do Papão e um do Bragantino: Vinícius; Rafael Jensen, Micael, Marcão, Bruno Collaço; Yuri, Uchôa, Lukinha; Gustavo Ramos, Nícolas e Vinícius Leite. Técnico: Hélio dos Anjos, craque: Nicolas, revelação: Lukinha.

Sérgio Noronha, do Jornal Amazônia, vota em sete do Papão, dois do Leão e dois do Tubarão: Vinicius; Tony, Perema, Fredson e Bruno Colaço; Léo Baiano, Luquinha, Tomás Bastos; Vinicius Leite, Nicolas e Fidelis. Técnico Hélio dos Anjos, craque: Nicolas, revelação: Keven.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!