Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

No sistema defensivo, o grande avanço do Papão

Carlos Ferreira

Ainda na interinidade de Leandro Niehues, o Paysandu iniciou a reabilitação na Série C com a vitória sobre o Treze (1 x 0) em Campina Grande. Já são cinco jogos pontuando seguidamente, na trajetória da antepenúltima para a quarta posição, com 11 pontos conquistados, seis gols marcados e apenas um tomado. Ou seja, a artilharia até caiu, mas o avanço no serviço defensivo garantiu o êxito. Nos 10 jogos anteriores, o Papão havia obtido 11 pontos, com 15 gols marcados e 13 tomados. Era o terceiro time mais vazado do campeonato.

A serie dos últimos cinco jogos é o tempo da titularidade de Paulo Ricardo. Mas, convenhamos, o goleiro bicolor nem tem sido exigido a ponto de ser destacado nessa reabilitação da equipe. O fato é que o Papão corrigiu o sistema de marcação, voltou a ser um time compacto, solidário e, em consequência, vitorioso.

Gedoz e o desafio de se redimir

Felipe Gedoz havia acabado de chegar e topou uma estreia precipitada contra o Santa Cruz. Teve atuação discreta e saiu em débito, por um pênalti perdido. Agora, mais ou menos ambientado, o atleta tem o desafio de se redimir diante do Botafogo, segunda-feira, na Paraíba.

Principal investimento do Remo, Gedoz deve ter a consciência das expectativas que causa e da responsabilidade que tem. Potencial não lhe falta para ser peça decisiva na luta remista pelo acesso à Série B. Óbvio que vai ser sempre o alvo principal das esperanças e das cobranças da nação azulina, a cada jogo.

BAIXINHAS

* Antes da pandemia, o fechamento do Mangueirão para obras estava programado para este mês. E a reabertura para julho de 2022, já como Arena e com 53 mil lugares. O fechamento passou para fevereiro ou março de 2021 e a reabertura para 2023.

* Se o jogo contra o Imperatriz não foi parâmetro para medir o potencial de Marlon no ataque do Papão, até que ele mostrou potencial para dar certo. Não empolgou nem decepcionou. Domingo, diante do Ferroviário, Marlon será melhor avaliado.

* A estatística do Remo registrada na coluna, ontem, de pontos conquistados em Belém e fora, merece um reparo. A contabilização de 17 pontos fora e 9 em casa considerava o Re-Pa entre os jogos de "fora", porque o Paysandu foi o mandante. No entanto, os três pontos do clássico foram obtidos na capital paraense. Estatística correta, então: 20 pontos (77%) em Belém  e 6 (33%) fora.

* Papão dá pleno sentido ao time de aspirantes à medida que abre espaço aos destaques no grupo principal. Zagueiro Yan entrou no jogo contra o Imperatriz. Lateral Rafael, o zagueiro Lucão e o atacante Debu treinam no time reserva. Meia Vitinho deverá ser o próximo.

* Médico paraense Luis Fernando Ribeiro de Miranda Mourão, da base do Santos, chamado pela CBF para a seleção brasileira que vai entrar em preparação para o Sul-americano sub 17.  Uma glória para a medicina esportiva paraense.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA