Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Nicolas tem média de um gol a cada três jogos

Carlos Ferreira

Pelo quarto ano consecutivo, o Papão tem um gaúcho liderando a artilharia. Depois de Bergson e Cassiano, agora é Nicolas quem reina. Artilheiro do Papão em 2019 com 12 gols, ele vai repetindo a glória em 2020 com 10 gols. Ao todo, 22 gols em 57 jogos, média  de 0,38 gol por jogo com a camisa bicolor.  

Os números de Nicolas estão bem abaixo de Cassiano, que fez 20 gols em 30 jogos em 2019, média de 0,66. Abaixo também de Bergson, que em 2018 fez 28 gols em 47 jogos, média de 0,59. No entanto, ao contrário de Bergson e Cassiano, que logo foram embora, Nicolas, apesar de assediado por outros clubes no final de 2019, optou por continuar no Paysandu, e já trata do vínculo para 2021, num projeto de ídolo do clube. 

Mazola vê no Leão o processo vivido no Papão 

Em 2014, Mazola Júnior dirigiu o Paysandu em 45 jogos e deu o acesso à Série B. No Remo há seis meses, ele agora declara que vê o clube azulino no mesmo processo de estruturação e recuperação moral que testemunhou no Papão. Destaca principalmente o NASP (Núcleo Avançado de Saúde e Performance), com academia de musculação, equipamentos de fisioterapia e todos os serviços médicos necessários. Destaca também um trabalho que ele próprio está comandando de desenvolvimento para garotos da base integrados ao elenco profissional, para 2021.

Dentro dos comparativos, Mazola assegura que dará ao Leão o mesmo desfecho que deu ao Papão: acesso à Série B. Confirmação (ou não) em janeiro. 

BAIXINHAS 

* Papão emocionalmente revigorado ao superar o Paragominas no Parazão, mas precisando confirmar a recuperação amanhã, diante ro Treze/PB, na Serie C. Escalação do time está por conta de avaliação do nível de fadiga muscular dos atletas, mas o espírito de todos é de superação. 

* Transferência do atacante marabaense Igor Cuadrado para o Zakho Club do Iraque implica em críticas a Remo e Paysandu por não terem contratado o atleta. Quando houve tentativas, o Itupiranga alegou multa rescisória de R$ 1 milhão e inviabilizou. Agora ele sai sem multa alguma. Recentemente, ofereceu Cuadrado em parceria e o Remo recusou. 

* Wellington Reis se soma a Serginho, PH, Anderson Uchôa e Caíque Oliveira. Cinco volantes no elenco bicolor. Afinal, Yure se lesionou gravemente e Wylliam não se encaixou nos planos de Hélio dos Anjos. Cinco opções são o mínimo numa função tão rotativa para um campeonato como a Serie C. 

* Com todo o seu pragmatismo, na marcação recuada, o Remo tem a maior artilharia do seu grupo na Serie C, com quatro gols. Segunda-feira o Leão estará em campo contra o Imperatriz, no Maranhão. O Imperatriz joga hoje pelo campeonato maranhense, em casa, contra o São José. 

* Indignação em Paragominas contra o árbitro Dewson Fernando. O clube publicou nota de repúdio, sentindo-se prejudicado na decisão contra o Paysandu. Já em Castanhal a eliminação do Paragominas rendeu comemorações pela garantia do acesso à Copa do Brasil e à Copa Verde.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA