Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Leão se impõe em Belém e o Papão vai melhor como visitante

Carlos Ferreira

O Remo tem 81% de aproveitamento em Belém (17 pontos em 7 jogos) e 33% fora (5 pontos em 5 jogos). O Paysandu tem 44% em Belém (8 pontos em 6 jogos) e 39% fora (7 pontos em 6 jogos). Esses números mostram bem quanto o Leão Azul se impõe em casa e deixa a desejar como visitante, a despeito de não haver público nos estádios. Já o Papão tem equilíbrio nos números, mas com baixos percentuais, que resultam na sua 7ª posição no quadro de classificação.

Também dentro dessa análise comparativa, é animador para os bicolores o fato de o Manaus não ter conquistado uma única vitória como visitante (quatro derrotas e dois empates). O time amazonense fez em casa 15 dos seus 17 pontos. Para os remistas, a estatística do Vila Nova em Goiânia é preocupante: cinco vitórias e um empate.

Critérios de desempate devem funcionar para o G4

Em tese, quatro times devem decidir uma vaga no grupo A para a segunda fase da Série C: Ferroviário (17 pontos), Manaus (17), Jacuipense (16) e Paysandu (15). Afinal, o Santa Cruz está praticamente classificado, Vila Nova e Remo muito bem encaminhados.

É provável que a decisão da quarta vaga ocorra nos critérios de desempate: número de vitórias, saldo gols, gols pró, confronto direto, menor número de cartões vermelhos, menor número de cartões amarelos, sorteio.

Em vitórias o Ferroviário está na vantagem com cinco, uma a mais que os concorrentes. No saldo de gols o Papão tem 3, Ferroviário 2, Manaus 1 e Jacuipense -2. Em gols pró, Paysandu e Ferroviário 16, Jacuipense 14 e Manaus 12.           

BAIXINHAS

* Estatísticas da disciplina nas 12 rodadas da Série C. O Paysandu cinco vermelhos e 35 amarelos, Ferroviário cinco vermelhos e 32 amarelos, Manaus quatro vermelhos e 32 amarelos, Jacuipense quatro vermelhos e 48 amarelos.

* O Remo tem dois vermelhos e 29 amarelos. O “campeão” da indisciplina no grupo é o Treze/PB com nove expulsões e 36 cartões amarelos. O Santa Cruz, líder na pontuação, lidera também na disciplina: nenhuma expulsão e 25 amarelos.

* Seis últimos jogos do Papão na fase: Manaus, Ferroviário, Botafogo e Remo em Belém, Jacuipense e Imperatriz fora. Jogos do Leão: Vila Nova, Botafogo e Manaus fora, Treze, Santa Cruz e Paysandu em Belém.

* Cabinho, ídolo do Paysandu nos anos 80, chegando amanhã à tarde a Belém. Domingo pela manhã estará no Pará Clube com o Papão da época, contra o PC. Marcos Nogueira, outra fera bicolor dos anos 80, também estará presente na grande confraternização de másteres.

* Justo o interesse do CRB em Marlon e da Ponte Preta em Ricardo Luz, pelo que os dois laterais do Remo vêm rendendo na Série C e confirmando o sucesso que já fizeram, juntos, no campeonato paulista pelo Santo André. Ambos, porém, estão presos ao Leão por multa rescisória e vem seguir vestindo azul marinho.

* Copa do Brasil Sub 20. Despedida honrosa do Braguinha na derrota para o Atlético Mineiro (3 x 1), ontem, em Belo Horizonte, depois de ter eliminado do Tupy. Ótimo intercâmbio do Bragantino com o futebol de Minas Gerais. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA