Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Hoje, o 50° jogo de Bonamigo no Leão Azul

Carlos Ferreira

Em 2000, o gaúcho Paulo Bonamigo foi técnico do Remo de maio a novembro, em 36 jogos do Campeonato Paraense, do Campeonato Brasileiro e três amistosos. Este ano, 13 jogos na Série C. Nesses 49 jogos, 21 vitórias, 14 empates e 14 derrotas. Levou o Remo à semifinal do módulo amarelo na Copa João Havelange (campeonato nacional daquele ano) e agora coloca o Leão novamente em destaque.

Hoje, contra os seus conterrâneos do Ypiranga, Paulo Bonamigo atinge a marca de 50 jogos como técnico azulino, em alta com a torcida, tal como há 20 anos. Prestígio que será multiplicado se o objetivo da ascensão à Serie B for alcançado.

Perema, vínculo só até o fim da Série C

Perema, 28 anos, 140 jogos pelo Papão, resistiu quando o clube tentou um novo contrato. Só admitiu uma prorrogação do vínculo até o final da Série C. Na época o zagueiro disse ter propostas de dentro e de fora do país.

Pela sua importância, Perema está nos planos do Papão e receberá proposta para novo contrato. Por enquanto, nessa reta decisiva para a ascensão à Série B, nem o atleta nem o clube estão falando sobre o assunto. Com 28 anos, o santareno Perema tem apenas seis clubes na carreira profissional: São Francisco, São Raimundo, Águia de Marabá, Duque de Caxias/RJ,  Portuguesa/SP e Paysandu. É um jogador que o Papão contratou como aposta, em 2017, e deu muito certo.

BAIXINHAS

* O técnico Marcelo Chamusca e o capitão Augusto Recife foram fundamentais para o êxito de Perema nos primeiros meses na Curuzu. Chamusca pela paciência ao ensiná-lo a marcar por zona (Perema só sabia fazer marcação homem a homem) e Recife no incentivo, quando quis desistir.

* Na leitura de Paulo Bonamigo, "o Ypiranga joga com bloco alto", ou seja, com linhas próximas e avançadas. Isso explica o fato de o time gaúcho fazer e tomar muitos gols. Sempre perigoso! Bonamigo planejou o time remista para jogar em cima dessas características do adversário.

* Deivity mais uma vez. Ano passado, o goleiro do Ypiranga foi uma barreira intransponível diante do Remo, no empate em 0 x 0. Hoje, ele novamente é obstáculo para os remistas. Deivity é gaúcho de Porto Alegre e tem 29 anos.

* O que há na cabeça de atletas "profissionais" que, sem autorização, vão jogar pelada no período dos jogos mais importantes do seu clube na temporada? Gedoz, que foi multado, Wellison, Djalma e João Diogo, demitidos, não poderiam mesmo ficar sem punição do Remo.

* Menos de um mês para as estreias de Paysandu e Remo na Copa Verde. Adversários serão definidos no dia 20 de janeiro: Santos/AP ou Gama/DF contra o Leão, São Raimundo/RR ou Galvez/AC. Leão e Papão vão estrear no dia 24.

* Também no dia 20, o Independente de Tucuruí vai enfrentar o Fast em Manaus, no jogo único da fase eliminatória. O classificado desse confronto será adversário do Rio Branco/AC. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA